Dia da Mulher: Maria de Lourdes Pintasilgo homenageada em Condeixa

A antiga primeira-ministra Maria de Lourdes Pintasilgo (1930-2004) vai ser homenageada na sexta-feira, em Condeixa-a-Nova, com um programa da Câmara Municipal para assinalar o Dia Internacional da Mulher.

"Pretendemos homenagear Maria de Lourdes Pintassilgo numa invocação do seu espírito e personalidade, norteados pela ética, pela justiça, pela inteligência, pela cultura e sentido de Estado, inspirando o presente e os novos protagonistas da cena política e cívica", afirma o presidente da autarquia, Nuno Moita da Costa, em comunicado.

A iniciativa, "no ano em que se completam 40 anos da tomada de posse da única mulher primeira-ministra em Portugal", inclui uma cerimónia com diversas intervenções e uma exposição intitulada "Vida e a obra de Maria de Lourdes Pintasilgo".

A cerimónia decorre no auditório do Museu PO.RO.S., a partir das 18:30, com intervenções de Nuno Moita da Costa, José Manuel Pureza (deputado do Bloco de Esquerda e vice-presidente da Assembleia da República), Margarida Santos (presidente da Fundação Cuidar o Futuro) e Rosa Isabel Cruz (ex-deputada do PS e presidente do Departamento Federativo de Coimbra das Mulheres Socialistas), entre outras.

Às 19:30, é inaugurada a exposição, na sala das oficinas do Museu PO.RO.S..

Inspirada na "metodologia adotada por Pintasilgo, enquanto presidente da Comissão Independente sobre População e Qualidade de Vida, para recolher informação para o relatório Cuidar o futuro -- um programa radical para viver melhor", realiza-se no sábado, mesmo auditório, a iniciativa "Audição pública".

Esta é "uma agenda que se mantém atual quase 20 anos depois", acentua o município.

"Toda a população é convocada para participar numa audição pública, das 14:30 às 17:30, para análise e aprofundamento da qualidade de vida nas suas diversas facetas, numa ótica de sustentabilidade e na perspetiva da economia do cuidado, do direito fundamental ao cuidado e do dever fundamental de cuidar", segundo a nota.

Trata-se de uma iniciativa promovida no âmbito do projeto "Ouvir o presente, cuidar o futuro: homenagear Maria de Lourdes Pintasilgo", ao abrigo de uma carta de compromisso entre a Secretaria de Estado para a Cidadania e a Igualdade de Género e a Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres, em colaboração com a Fundação Cuidar o Futuro.

Nascida em Abrantes, em 1930, Maria de Lourdes Pintasilgo foi a primeira mulher portuguesa a assumir o cargo de primeira-ministra, na liderança do V Governo Constitucional, entre 01 de agosto de 1979 e 03 de janeiro de 1980, um executivo da iniciativa do então Presidente da República, António Ramalho Eanes.

Pintasilgo foi uma das primeiras mulheres a concluir uma licenciatura em Engenharia Química, no Instituto Superior Técnico.

Foi fundadora, em Portugal, do movimento religioso Graal, militante por diferentes causas cívicas nos planos nacional e internacional, candidata à Presidência da República em 1986, deputada europeia e embaixadora de Portugal na Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).