Autárquicas: PS critica PSD por desvalorizar jogos de futebol no dia das eleições para encobrir derrota

Mafra, Lisboa, 14 set (Lusa)- A secretária-geral adjunta do PS defendeu hoje em Mafra que o PSD quer encobrir a "derrota estrondosa" nas eleições autárquicas de 01 de outubro ao desvalorizar a realização nesse dia de jogos de futebol, que podem aumentar a abstenção.

"Quando Pedro Passos Coelho diz que é uma desconsideração ou é de menos importância haver jogos de futebol no dia de eleições, o PS está aqui para dizer que, se queremos combater a abstenção, devemos honrar aquilo que há de melhor na nossa democracia, que é o direito de votar" disse Ana Catarina Mendes, ao discursar durante a apresentação dos candidatos autárquicos em Mafra.

Considerando que o "grande adversário" a combater é a abstenção, que tem vindo a subir nas eleições autárquicas, apesar da proximidade entre eleitores e candidatos e autarquias, a secretária-geral adjunta do PS concluiu que assim "bem se percebe porque é que o PSD acha que uma grande abstenção não faz mal nenhum".

"É porque talvez assim não se perceba que a derrota do PSD será tão estrondosa quanto vai ter nestas eleições".

Para Ana Catarina Martins, a realização de jogos de futebol no dia das eleições "dispersa o nosso foco de atenção na necessidade de votar".

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, defendeu hoje que proibir jogos de futebol ou outros eventos desportivos ou culturais por causa de um ato eleitoral "é passar um atestado de menoridade às pessoas" e que "as pessoas não vão votar porque não querem".

Questionada pela agência Lusa, a secretária-geral adjunta do PS recusou comentar a demissão do comandante da Autoridade Nacional da Proteção Civil.

Rogério Costa, candidato da CDU à Câmara de Mafra em 2013 e vereador da CDU até outubro de 2016, concorre agora pelo PS como cabeça-de-lista ao mesmo órgão autárquico.

As eleições autárquicas em Mafra vão ser disputadas por Rogério Costa (PS), Rui Prudêncio (PAN), Joaquim Silva (CDS-PP), José Alberto Maduro (CDU), Belandina Vaz (BE) e pelo atual presidente da Câmara, Hélder Sousa Silva (PSD).

Nas eleições autárquicas de 2013, o PSD ganhou com maioria absoluta, elegendo cinco elementos, enquanto o PS elegeu três e a CDU um.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG