Polícia belga invade laboratório ilegal de drogas perto base aérea que abriga armas nucleares dos EUA

Dois suspeitos - não militares - foram detidos durante a operação, de acordo com um porta-voz da promotoria na província belga de Limburg.

A polícia belga invadiu um laboratório ilegal que produz a droga ecstasy nas imediações de numa base aérea que supostamente abriga parte do arsenal nuclear dos Estados Unidos na Europa, disseram esta terça-feira os investigadores.

Dois suspeitos - não militares - foram detidos durante a operação, de acordo com um porta-voz da promotoria na província belga de Limburg.

A base de Kleine-Brogel, no nordeste da Bélgica, é mais conhecida por abrigar um stock de armas nucleares dos Estados Unidos.

As autoridades belgas têm sido discretas sobre o conteúdo dos materiais abrigados na base, tendo confirmado brevemente o seu papel na década de 1980, mas em 2019 um parlamentar verde disse ao parlamento que as forças dos Estados Unidos mantêm entre dez a 20 ogivas lá.

Os promotores disseram que a polícia local descobriu o laboratório de drogas "em antigos terrenos militares, perto da base", a 22 de junho e que foi desmantelado por oficiais federais especializados. Inicialmente, tinha veiculado a informação de que o laboratório se situava no interior da base, algo já corrigido pelo Ministério da Defesa da Bélgica.

O laboratório foi desenvolvido para produzir MDMA, uma droga recreativa sintética mais que habitualmente é conhecida como ecstasy.

A base aérea de Kleine-Brogel é frequentemente alvo de manifestações antinucleares e anti-NATO belgas e fica numa área rural entre a cidade portuária de Antuérpia e a fronteira com o centro industrial da Alemanha, uma área pontilhada por laboratórios e esconderijos utilizados ​​por traficantes internacionais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG