Pelo menos 13 pessoas morreram num naufágio com turistas no Vietname

Pelo menos 13 pessoas morreram este sábado e quatro estão desaparecidas no naufrágio de um barco de turismo no Vietname, na costa de Hoi An, uma antiga cidade classificada pela UNESCO como património mundial, afirmou um responsável local do Partido Comunista.

O barco, que transportava um total de 39 turistas e tripulantes locais, virou-se devido ao mau tempo, quando regressava a Hoi An vindo da ilha principal do arquipélago de Cu Lao Cham, um local turístico no Vietname que é muito popular para os mergulhadores e os entusiastas de desportos aquáticos.

As operações de resgate foram "suspensas à noite, quando a luz diminuiu", disse à AFP o líder local do Partido Comunista, Nguyen Sinh.

"Não podemos fazer mais nada, está muito escuro", disse Nguyen Sinh, acrescentando que alguns dos sobreviventes estão a receber tratamento médico e que uma investigação sobre o acidente será feita.

Além disso, afirmou que vão retomar as buscas "no domingo, ao amanhecer", com o propósito de "encontrar as quatro pessoas desaparecidas".

De acordo com um guarda de fronteira da região, duas crianças "estão entre os desaparecidos" e "as hipóteses de encontrá-los vivos são pequenas" devido ao mau tempo dos últimos dias, com fortes ventos e grandes ondas.

O setor de turismo no Vietname reiniciou a sua atividade no início de fevereiro, aquando do Ano Novo Lunar, depois de ter estado encerrado no ano passado por causa das restrições impostas para fazer face à pandemia de covid-19.

As praias arenosas, a beleza e a arquitetura magnífica de Hoi An atraem muitos turistas locais e internacionais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG