Premium "Ele serviu o seu país." Assim queria McCain ser recordado

O senador republicano que morreu neste sábado, aos 81 anos, depois da luta contra um tumor agressivo no cérebro, foi inimigo de Trump e herói dos conservadores. McCain recebeu elogios de todos os quadrantes políticos e até Trump tuitou sobre ele.

"Ele serviu o seu país." Foi esse o epitáfio que John McCain, herói da Guerra do Vietname, senador republicano durante mais de 30 anos, ex-candidato presidencial e um dos principais críticos de Donald Trump, disse querer que fosse colocado no seu túmulo, numa entrevista em 2015. McCain morreu neste sábado, aos 81 anos, em casa e rodeado pela família, depois de mais de um ano de luta contra um tumor agressivo no cérebro.

Noutra entrevista, já depois de ter sido diagnosticado o cancro, quando lhe perguntaram como gostaria de ser lembrado, reiterou a mesma ideia: "Ele serviu o seu país e nem sempre de forma correta. Fez muitos erros. Cometeu muitos erros, mas serviu o seu país. E espero que possamos acrescentar honradamente", afirmou McCain.

Ler mais

Exclusivos