Somália. De onde todas as notícias são negras

Mala de viagem (167). Um retrato muito pessoal da Somália.

Poema à Somália

De onde todas as notícias são negras / Há palavras qu'inda sobram / Sobram de cada escopeta / Escopeta que dá fome / Fome de cada tristeza // De onde todas as notícias são negras / Há palavras qu'inda sobram / Sobram de cada poema / Poema, jura de fé / Fé para cada riqueza // Quando todas as notícias forem vento / Sobejarão os olhos negros que eu intento (Jorge Mangorrinha, 21 de janeiro de 2023)

Jorge Mangorrinha, professor universitário e pós-doutorado em turismo, faz um ensaio de memória através de fragmentos de viagem realizadas por ar, mar e terra e por olhares, leituras e conversas, entre o sonho que se fez realidade e a realidade que se fez sonho. Viagens fascinantes que são descritas pelo único português que até à data colocou em palavras imaginativas o que sente por todos os países do mundo. Uma série para ler aqui, na edição digital do DN.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG