Aconteceu em 1948 - O dia em que os ingleses propuseram a criação de um Conselho da Europa Ocidental

Foi neste dia que um grupo de deputados ingleses apresentou no Parlamento a criação de um Conselho com poderes para fazer a coordenação política, económica e militar de todos os países europeus que o quisessem integrar.

No dia 13 de 1948, o Diário de Notícias anunciava em manchete que a Câmara dos Comuns tinha apresentado uma proposta sobre a criação de um Conselho da Europa Ocidental, com poderes para fazer a coordenação política, económica e militar dos países que dele fizessem parte.

Contava o jornal que a proposta tinha sido avançada por um grupo de deputados, 40 trabalhistas, 24 conservadores, três independentes e um liberal, foi depois traduzida em todas as línguas da Europa Ocidental e enviada aos parlamentos dos países interessados, a fim de que os respetivos deputados apresentassem moções semelhantes.

Winston Churchill pedia aos restantes países que avaliassem rapidamente a proposta. O jornal noticiava que a proposta apresentada pelos ingleses tinha como um dos pontos principais que este Conselho ficaria encarregado de elaborar as linhas gerais de uma ação comum, ficando munido de poderes que lhe permitem criar organismos internacionais permanentes destinados a coordenar as questões económicas, sociais e militares.

A missão primordial do organismo económico, lia-se na primeira página do DN deste dia de 1948, será a apresentação de propostas concretas para a estabilização das moedas da Europa Ocidental. Anunciava que uma Federação Democrática da Europa seria criada mais tarde.

Na primeira página, o DN noticiava ainda a criação de uma política de assistência hospitalar, "uma grande obra em marcha devido à iniciativa do Estado", referia o artigo. Obra que começou em 1941, com a aprovação de uma lei que criou o Subsecretariado da Assistência, mais tarde, em maio de 1944, era publicado o diploma que regulamentava o funcionamento destes serviços.

O jornal referia que esta política de assistência hospitalar era o princípio de uma grande obra que começava nos cuidados de saúde.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG