FMI. Economias da zona euro e EUA ganham força em 2017

Lagarde diz que o futuro governo Trump pode trazer "um estímulo orçamental no curto prazo" que ajudará a economia americana.

"Depois de números pouco brilhantes em 2016, o ritmo da atividade económica deve recuperar em 2017 e 2018", diz o Fundo Monetário Internacional (FMI), que reviu em alta (0,1 pontos percentuais) a taxa de crescimento norte-americana (para 2,3%) e a da zona euro para 1,6%.

Exclusivos