"Confiança" une Airbnb e Porto por turismo de excelência

Anfitriões da Invicta vão ter alojamentos reconhecidos como exemplos de melhores práticas. E a plataforma vai trabalhar com a cidade para recuperação mais sustentável do setor.

Com um histórico de grandes anfitriões, que proporcionam "estadias excecionais aos hóspedes da cidade", o Porto tem vindo a ganhar relevância para o Airbnb. E agora a plataforma de alojamento turístico quer retribuir, ajudando os seus anfitriões a serem ainda melhores e reconhecidos por essa excecionalidade. Enquanto ajuda numa retoma do turismo sustentada e saudável, que equilibre as vontades (necessidades até) de captar turistas e riqueza para a cidade mantendo os portuenses felizes e "em casa".

"De acordo com os dados internos do Airbnb, nove em dez de todas as avaliações de hóspedes de anúncios na nossa plataforma no Porto, mostram que os hóspedes estão muito satisfeitos com a estada, classificando-a acima das 4 estrelas", confirma Mónica Casañas, general manager da Airbnb Marketing Services. Foi esse o ponto de partida para a plataforma tomar a decisão de se juntar à autarquia para ajudar à promoção do programa municipal de reconhecimento Trust Porto.

A parceria hoje anunciada permitirá que as autoridades confirmem as melhores práticas em termos de hospitalidade, equipamento, infraestruturas, manutenção, ambiente e segurança dos estabelecimentos. Mas também possibilitam que os anfitriões "melhorem ainda mais as suas capacidades de acolhimento", com sessões de formação online grátis sobre os fatores avaliados. E que os seus esforços sejam reconhecidos pelos hóspedes.

De adesão gratuita, o programa alinha pela vontade da cidade liderada por Rui Moreira de trabalhar para uma oferta turística de excelência, ajudando a consolidar a imagem do Porto como referência europeia e mundial. Um apoio que Ricardo Valente enaltece. "Podermos contar com o apoio do Airbnb na promoção do Trust Porto irá permitir-nos fomentar o reconhecimento da excelência do alojamento no concelho e dar resposta às necessidades do setor, na medida em que aspetos como a certificação assumem cada vez mais importância entre os viajantes", explica o vereador do Turismo e Comércio.

Em julho, havia 8615 imóveis registados no Airbnb no Porto, dos quais cerca de 6 mil terão mantido a atividade, apesar da pandemia que roubou aos anfitriões portuenses cerce de 23 milhões de euros em 2020. A crise que a covid trouxe ao turismo levou mesmo Rui Moreira a reverter a decisão de criar áreas de contenção para novos registos de Alojamento Local no centro histórico da cidade e no Bonfim.

Agora, a parceria da Airbnb com a autarquia surge com uma série de compromissos assumidos pela plataforma, no sentido de ajudar a "promover um turismo saudável e apoiar as novas tendências de viagem que surgiram com a pandemia", num movimento de recuperação do setor gerido em articulação com as autoridades locais.

Entre as condições estabelecidas entre a plataforma e a cidade está a criação de uma linha direta para que "os vizinhos comuniquem diretamente à Airbnb preocupações urgentes sobre alojamento ou comportamento de hóspedes" na sua comunidade e a instituição de um programa-piloto para distribuir detetores de ruído entre os anfitriões, de forma a garantir a paz da vizinhança das unidades de alojamento local registadas na plataforma.

É ainda firmado o compromisso de trabalhar com as autoridades portuguesas com vista ao acesso ao Portal da Cidade, a primeira ferramenta da indústria turística, criada pelo Airbnb para apoiar as autoridades da cidade com dados sobre os bairros e os governos a aceder à informação e ferramentas que lhes permitam manter internamente a economia gerada pelo setor.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG