Bibliotecas itinerantes abrem-se aos serviços, da saúde aos CTT

Sertã inaugura a 69ª biblioteca itinerante do país, a 6ª com serviços vários numa tendência “que faz toda a diferença”.

“Ouvimos histórias incríveis de bibliotecários que, usando Skype ou Messenger, põe familiares em contacto que estão longe”. Bruno Duarte Eiras, Diretor de Serviços de Bibliotecas, da Direção Geral do Livro, Arquivos e Bibliotecas (DGLAB), acredita que as bibliotecas podem e devem ser itinerantes e fornecer serviços que vão além os empréstimos de livros ou CDs, até porque há muitas povoações em zonas remotas e com pessoas de idade para quem o acesso à Internet, a Multibanco, a um enfermeiro ou aos balcões de serviços municipais “faz toda a diferença”.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Exclusivos