Sporting vence em Portimão e está na final four da Taça da Liga

Leões estiveram a perder por 2-0 e jogaram a segunda parte com menos um jogador. Mas conseguiram dar a volta ao marcador.

O Sporting, bicampeão em título, apurou-se neste sábado para a 'final four' da Taça da Liga de futebol, ao bater, por 4-2, o Portimonense, virando o resultado com três golos em inferioridade numérica na segunda metade da partida.

As duas equipas partiam para o jogo de Portimão, na terceira e última jornada do grupo C, com aspirações ao apuramento, mas foram os 'leões' a garantir, com muita 'alma', o primeiro lugar, com seis pontos, aproveitando também a derrota caseira do Rio Ave frente ao Gil Vicente (1-0).

O Portimonense chegou a uma vantagem de dois golos, por Jackson Martinez (16 minutos, de grande penalidade) e Mathieu (31, autogolo), mas o Sporting iniciou a reviravolta aos 37 minutos, por Vietto, antes de Bolasie ser expulso, acumulação de amarelos, em 'cima' do intervalo (45).

Veja aqui o resumo do jogo.

No segundo tempo, os golos de Rafael Camacho (77), Gonzalo Plata (83) e Luiz Phellype (90+5) definiram o triunfo do Sporting, que estava obrigado a ganhar e cumpriu a sua missão, apurando-se para a fase final da Taça da Liga, marcada para Braga, no final de janeiro.

Os 'leões' estavam obrigados a ganhar, mas não souberam impor-se desde o minuto inicial, deixando o jogo 'partido' e acumulando erros na construção de jogo, que permitiram aos algarvios criar as melhores ocasiões de golo.

Já depois de dois avisos, o Portimonense chegou finalmente à vantagem aos 16 minutos, numa grande penalidade convertida por Jackson Martinez.

Com o jogo equilibrado e sem ascendente claro de qualquer das equipas, só aos 27 minutos surgiu uma oportunidade clara para o Sporting, mas o francês Bolasie, isolado, permitiu uma grande defesa de Gonda.

Pouco depois, aos 31, um erro de Coates (mau passe e recuperação de bola de Pedro Sá) originou um contra-ataque rápido do Portimonense: Lucas Fernandes serviu Aylton Boa Morte, que cruzou rasteiro para um desvio infeliz de Mathieu para a própria baliza.

O Sporting reduziu aos 37 minutos, num cabeceamento do argentino Luciano Vietto, após cruzamento de Bruno Fernandes, mas saiu para o intervalo em inferioridade numérica, face à expulsão de Bolasie, que atingiu o peito de Willyan com o cotovelo (o defesa dos algarvios ainda fingiu ser na cara) e viu o segundo amarelo.

A segunda metade arrancou com dois falhanços incríveis, um cada para lado, por Aylton Boa Morte (atirou ao poste, aos 46) e Vietto (rematou ao lado na 'cara' de Gonda, aos 50), antes de o Sporting, mesmo com dez unidades, começar a assumir maior ascendente territorial.

Os 'leões' empurravam o adversário para o seu meio-campo, mas não criavam perigo, até que Rafael Camacho, numa jogada individual pela direita, livrou-se da oposição de Júnior Tavares com dois 'dribles' e aplicou um forte remate com o pé esquerdo, sem hipóteses para Gonda (77).

O Portimonense teve o apuramento 'na mão', mas, afetado pelo impacto emocional do empate, acabou por deixá-lo fugir nos minutos finais, com golos dos suplentes Gonzalo Plata (83) e Luiz Phellype (90+5).

FICHA DO JOGO

Jogo no Estádio Municipal de Portimão.

Portimonense-Sporting, 2-4.

Ao intervalo: 2-1.

Marcadores: 1-0, Jackson Martinez, 16 minutos (grande penalidade); 2-0, Mathieu, 31 (própria baliza); 2-1, Vietto, 37; 2-2, Rafael Camacho, 77; 2-3, Gonzalo Plata, 83 e 2-4, Luiz Phellype, 90+5.

Portimonense: Gonda, Koki Anzai, Rodrigo Freitas, Willyan, Fernando (Bruno Tabata, 61), Júnior Tavares, Pedro Sá, Dener (Iury Castilho, 88), Lucas Fernandes, Aylton Boa Morte (Marlos Moreno, 78) e Jackson Martinez.

Treinador: António Folha.

Sporting: Luís Maximiano, Ristovski (Luiz Phellype, 67), Coates, Mathieu, Acuña, Doumbia (Gonzalo Plata, 74), Wendel (Battaglia, 83), Rafael Camacho, Bruno Fernandes, Vietto e Bolasie.

Treinador: Jorge Silas.

Árbitro: João Pinheiro (Braga)

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Bolasie (13 e 45), Rafael Camacho (15), Jackson Martinez (45+2), Fernando (58), Bruno Tabata (74) e Willyan (84). Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Bolasie (45).

Assistência: 2.499 espetadores.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG