Revoltado com insultos do público, Balotelli chuta bola para a bancada e sai de campo

No jogo Verona-Brescia, o avançado Mario Balotelli reagiu aos cânticos racistas. Jogo esteve interrompido, mas Balotelli voltou e mostrou o que vale ao marcar o golo do Brescia.

Mais um episódio de racismo nos estádios europeus. Depois dos insultos proferidos no Bulgária-Inglaterra, que levaram à demissão do presidente da Federação búlgara, o antigo guarda-redes do Belenenses Borislav Mihailov, desta vez foi num estádio italiano que tudo aconteceu.

O alvo foi o italiano, de origem ganesa, Mario Balotelli. Aos 54 minutos da partida Hellas Verona-Brescia, o avançado de 29 anos reagiu aos insultos atirando a bola para a bancada. Depois saiu do relvado em direção às cabinas, mas os outros jogadores acabaram por demovê-lo.

O jogo esteve interrompido durante três minutos. O internacional italiano acabou por marcar um golo de fora da área aos 85 minutos. Um golo de honra em todo os sentidos -- o Brescia perdeu 2-1. O Hellas Verona venceu em campo, mas perdeu nas bancadas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG