Belgica elimina Brasil e está nas meias-finais

Acabou o sonho brasileiro. Tudo começou com um autogolo de Fernandinho e um remate de De Bruyne. De nada valeu o golo de Renato Augusto

O Brasil está fora do Mundial 2018. Depois de ter caído com estrondo (7-1 com a Alemanha) há quatro anos no torneio que organizou, agora não conseguiu impor o seu favoritismo e foi derrotado, em Kazan, pela Bélgica por 1-2. Terminou o sonho do hexa e com ele fica a certeza de que o próximo campeão do mundo será europeu.

A Bélgica está nas meias-finais pela segunda vez na sua história e na terça-feira, às 19.00 horas, em Saint Perersburgo, vai tentar diante da França alcançar pela primeira vez a final de um Mundial.

Os belgas entraram em campo com a lição bem estudada, com uma organização defensiva que bloqueou a criatividade do Brasil, que jogou de forma demasiado lenta. Na frente, a seleção de Roberto Martínez colocava constantemente a defesa contrária em sobressalto com o talento de Eden Hazard, Lukaku e Kevin De Bruyne.

No entanto, foi através de um autogolo de Fernandinho que a Bélgica se colocou em vantagem, o médio brasileiro atrapalhou-se ao tentar aliviar um canto cobrado por Chadli e traiu Alisson. Estavam apenas decorridos 13 minutos, mas a verdade é que até ao intervalo os belgas continuaram a ser mais perigosos, sobretudo em contra-ataque. Não estranhou pois que aos 31 minutos, após uma arrancada que deixou vários brasileiros, Lukaku descobrisse De Bruyne, que com um remate cruzado fez o segundo golo.

No segundo tempo, Tite, o selecionador brasileiro, tentou tudo para dar a volta ao resultado, mas foi apenas com a entrada de Douglas Costa aos 58 minutos, que os canarinhos passaram a ter mais velocidade e, consequentemente, a ser mais perigosos. Só que sobressaiu então o guarda-redes Courtois que só não conseguiu parar um cabeceamento de Renato Augusto, após um passe fantástico de Neymar, que a partir do meio da segunda parte começou a jogar ao seu nível.

Aliás, Neymar ficou muito perto do empate quando nos instantes finais rematou forte ao ângulo, mas viu Courtois voar para a bola, desviando-a com a ponta dos dedos. Com o apito final do árbitro, a esperança canarinha deu lugar às lágrimas dentro e fora do relvado, que contrastava com a festa dos belgas, que agora terão pela frente os vizinhos franceses.

Jogos e resultados do dia:

Uruguai - França (0-2)

Brasil - Bélgica (1-2)

Ler mais

Exclusivos