Ronaldo. Há quatro anos sem ser o melhor marcador de uma liga

Avançado português marcou 21 golos pela Juventus no campeonato e foi apenas o quarto melhor marcador em Itália. Desde 2014/15 que não é o melhor goleador de uma liga.

A liga italiana terminou este fim de semana e confirmou uma tendência que se vem acentuando nos últimos anos com Cristiano Ronaldo: o avançado português falhou o troféu de melhor marcador do campeonato.

CR7 anotou 21 golos nesta sua primeira temporada na Juventus. Foi o melhor marcador da equipa, mas no ranking de melhores goleadores da Serie A não foi além do quarto lugar, batido por Fabio Quagliarella, jogador de 36 anos da Sampdoria, que se sagrou o melhor marcador da liga italiana com 26 golos. Seguiram-se Zapata (Atalanta), com 23, e Piatek (AC Milan), com 22.

Esta não é uma tendência de agora. Na realidade, há quatro temporadas que Ronaldo não consegue chegar ao fim do campeonato como melhor marcador. A última vez que CR7 conseguiu este troféu individual foi na temporada 2014/15, pelo Real Madrid, quando chegou ao fim da liga espanhola com o impressionante número de 48 golos.

Depois, em 2015/16, Ronaldo perdeu o título de melhor marcador do campeonato espanhol para Luis Suárez (Barcelona), que apontou 40 contra os 35 do português. Em 2016/17 ficou atrás de Lionel Messi (35 contra 25) e em 2017/18, também ao serviço do Real Madrid, voltou a perder para Messi (37/25).

Ou seja, esta época, pela Juventus, Ronaldo registou o número mais baixo de golos dos últimos anos relativamente a jogos do campeonato - não se via uma marca tão baixa desde os tempos do Manchester United, terminando a temporada com 21 golos em 31 jogos - falhou algumas partidas devido a uma lesão e na última jornada foi poupado pelo treinador.

Se somarmos todas as competições oficiais de clubes, Ronaldo terminou a temporada com 28 golos apontados em 45 jogos. Além dos 21 no campeonato italiano, tem ainda seis na Liga dos Campeões e um na Supertaça de Itália. Em termos de títulos conquistou a Supertaça de Itália e o campeonato pela Juventus.

Exclusivos