Abel: "Neste momento vale tudo: insinuar, insultar, injuriar, tudo e mais alguma coisa"

O treinador bracarense lamentou esta sexta-feira as acusações de falta de caráter e profissionalismo a futebolistas, técnicos e presidente do Sporting de Braga, na sequência da derrota caseira com o Benfica, na última jornada da I Liga.

Ainda antes das perguntas da conferência de imprensa relativa ao jogo de sábado com o Marítimo, da 32.ª ronda do campeonato, o técnico dos arsenalistas fez questão de fazer uma declaração, na qual lamentou as críticas de que foi alvo após o desaire com os encarnados no passado domingo, por 4-1.

"Fico triste que não se lembrem que, atrás do profissional de futebol, do jogador, treinador ou presidente, há uma família e um homem e, neste momento, vale tudo: acusar o caráter e o profissionalismo dos meus jogadores e equipa técnica, do nosso presidente e, para agravar, dos nossos adeptos, insinuar, insultar, injuriar, tudo e mais alguma coisa em direto e com total impunidade", denunciou.

Sem querer concretizar a quem se referia, Abel Ferreira criticou ainda que, nestas últimas semanas, os jogos se transformem em questões de "vida ou de morte" e em que a "rivalidade passa a ser ódio": "Com muita pena minha, isto ainda está muito longe de bater no fundo", advertiu.

O Braga está agora a seis pontos do Sporting, pelo que, a três jornadas do fim, o treinador admitiu que é muito difícil chegar ao terceiro lugar, que ocupou durante grande parte do campeonato.

"É difícil, mas temos que fazer o nosso trabalho. Desde o primeiro dia, a equipa mostrou caráter e orgulho, fomos sempre consistentes, mas vamos jogo a jogo, juntos e focados para vencer. A motivação é este símbolo [aponta para a camisola] e quem o representa tem de estar motivado. A verdadeira motivação tem de vir de dentro de nós", disse.

Abel Ferreira quer um Sporting de Braga "alerta" para um jogo que espera "difícil", com o Marítimo, equipa que "tem subido a pulso".

O técnico considerou ainda que a decisão do treinador insular, Petit, de poupar dois jogadores para o jogo com o Benfica, dando-lhes indicações para verem um cartão amarelo que os afastou da partida com a equipa lisboeta, "acabou por surtir efeito".

"Acusa-se tudo e todos sem se saber, há estratégias e objetivos, cada um luta com os recursos que tem, [essa decisão] acabou por surtir efeito, porque ganhou em casa com o Tondela", na jornada seguinte, observou Abel Ferreira.

O Sporting de Braga, quarto classificado da I Liga, com 64 pontos, e o Marítimo, 12.º, com 36, defrontam-se no sábado, às 15.30, no Estádio do Marítimo.

Ler mais

Exclusivos

Premium

adoção

Técnicos e juízes receiam ataques pelas suas decisões

É procurador no Tribunal de Cascais há 25 anos. Escolheu sempre a área de família e menores. Hoje ainda se choca com o facto de ser uma das áreas da sociedade em que não se investe muito, quer em meios quer em estratégia. Por isso, defende que ainda há situações em que o Estado deveria intervir, outras que deveriam mudar. Tudo pelo superior interesse da criança.