Herrera candidato ao prémio de melhor jogador do ano da CONCACAF

Médio do FC Porto integra uma lista de dez jogadores onde estão nomes como Keylor Navas, do Real Madrid, Lozan, do PSV, ou Carlos Vela, que joga no Los Angeles FC

O mexicano Héctor Herrera, médio do FC Porto, é um dos nomeados para o prémio de melhor jogador de 2018 da Confederação de Futebol da América do Norte Central e Caribe (CONCACAF), anunciou esta terça-feira o clube portuense.

O internacional mexicano está ainda entre os candidatos ao melhor onze do ano da CONCACAF, que será escolhido por treinadores, capitães de seleções nacionais, jornalistas e adeptos, numa lista que integra ainda o compatriota Raúl Jiménez, avançado que está emprestado pelo Benfica aos ingleses do Wolverhampton.

O médio portista integra uma lista de 10 jogadores, da qual fazem parte Keylor Navas (Real Madrid), Yendrick Ruiz (Herediano), Carlos Vela (Los Angeles), Roman Rubilio Castillo (Motagua), Alan Pulido (Guadalajara), Kemar Lawrence (New York Redbull), Hirving Lozano (PSV Eindhoven), Sebastian Giovinco (Toronto) e Jonathan Osorio (Toronto).

O avançado costa-riquenho Bryan Ruiz foi distinguido como melhor futebolista da CONCACAF em 2016, numa altura em que representava o Sporting, um ano depois de ter ficado em segundo lugar.

A votação para a atribuição dos prémios do organismo continental referentes a 2018 iniciou-se na segunda-feira e prolonga-se até 8 de janeiro de 2019.

.

Exclusivos

Premium

Alentejo

Clínicos gerais mantêm a urgência de pediatria aberta. "É como ir ao mecânico ali à igreja"

No hospital de Santiago do Cacém só há um pediatra no quadro e em idade de reforma. As urgências são asseguradas por este, um tarefeiro, clínicos gerais e médicos sem especialidade. Quando não estão, os doentes têm de fazer cem quilómetros para se dirigirem a outra unidade de saúde. O Alentejo é a região do país com menos pediatras, 38, segundo dados do ministério da Saúde, que desde o início do ano já gastou mais de 800 mil euros em tarefeiros para a pediatria.