A força do Dragão, a barra de de Casillas e o golo de Militão

O campeão FC Porto reforçou a liderança da I Liga ao vencer, por 1-0, o Desportivo das Aves, no fecho da 15.ª jornada. Golo solitário de Militão ofereceu 17.ª vitória seguida aos dragões.

E vão 17 vitórias seguidas. O FC Porto venceu o Desp. Aves, esta quinta-feira, por 1-0, em jogo da 15.ª jornada da I Liga e ficou ainda mais líder da prova, depois do desaire do Benfica em Portimão que levou à saída de Rui Vitória. Os dragões têm agora mais cinco pontos do que o segundo classificado, que é agora o Sporting (venceu o Belenenses).

Na Vila das Aves a missão da equipa de Sérgio Conceição era amealhar mais três pontos para reforçar a liderança e mandar uma mensagem de força aos rivais na luta pelo título. E conseguiu-o, embora com dificuldades e alguma sorte à mistura. A barra da baliza de Casillas impediu o empate já depois dos 90 minutos e segurou o histórico 17.º triunfo seguido da equipa, que assim segue imparável em todas as competições.

O jogo começou morno, com ambas as equipa a entrarem cautelosas na partida. Mas passada a fase de estudo, os portistas foram para cima do Aves com tudo obrigando a equipa de José Mota a cometer erros. Beunardeau foi adiando o golo portista, mas aos 25 minutos nada pode fazer quando Éder Militão lhe apareceu pela frente vindo do nada para fazer o 1-0. Depois disso ainda fez mais duas grandes defesas a evitar que o FC Porto ampliasse a vantagem. Tantas quantas bolas teve de ir buscar ao fundo da baliza até ao intervalo. Os dragões tiveram dois golos anulados nos primeiros 45 minutos por fora de jogo de Soares e Danilo, e saíram para o descanso com uma vantagem magra para aquilo que os dragões fizeram em campo nos primeiros 45 minutos.

E podia ter-lhe saído caro. O segundo tempo foi muito diferente. O Desp. Aves veio do intervalo mais atrevido, organizado e com vontade de criar perigo junto à área de Casillas,que esta quinta-feira fez o jogo 100 pelos dragões.

Com dificuldades em matar o jogo, Sérgio Conceição mexeu na equipa. Fez entrar Óliver Torres e Hernâni para os lugares de Brahimi (sai em dificuldades físicas) e Soares e passou a jogar com Hernâni na direita, Corona mais pela esquerda e Óliver pelo meio, no apoio a Marega. Mas nem assim o golo da tranquilidade chegou e o FC Porto acabou o jogo a tentar controlar as ofensivas do Aves de forma a segurar a vantagem de um golo, que acabou por chegar para vencer.

No entanto os dragões não se livraram de um grande susto. Aos 90'+5' minutos, Nildo cobrou um livre à entrada da área e ouviu-a bater com estrondo na barra da baliza de Casillas. O jogo acabou logo depois e se o Aves deixou a ideia de poder ter feito mais, num jogo que os portistas souberam controlar e gerir a vantagem.

Desta vez o FC Porto até começou a ganhar e não precisou de dar a volta ao resultado para vencer. Para a história fica a 17.ª vitória seguida, um novo recorde para os lados do Dragão. A equipa de Sérgio Conceição já não perde desde a derrota no Estádio da Luz, ante o Benfica, a 7 de outubro.

FIGURA

Danilo

Foi o golo de Militão que deu o triunfo ao Dragão nas Aves, mas foi o desempenho de Danilo que deu a segurança necessária e o equilíbrio que o FC Porto precisou ter durante os 90 minutos. Seguro a defender não se acanhou na hora de ajudar nas terefas ofensivas, com passe milimétricos e corte na hora certa. Marcou um golo que foi anulado por fora de jogo e teve ainda mais uma oportunidade de golo, mas viu a bola a sair ao lado.

FICHA DE JOGO

Jogo no Estádio do CD Aves, na Vila das Aves.

Desportivo das Aves - FC Porto, 0-1.

Marcador: 0-1, Éder Militão, 25 minutos.

Equipas:

Desportivo das Aves: Beaunardeau, Rodrigo, Carlos Ponck, Jorge Fellipe, Vítor Costa, Falcão, Vítor Gomes, Rúben Oliveira (Bruno Gomes, 75), Mama Baldé (Hamdou, 89), Derley e Amilton (Nildo Petrolina, 61).

Treinador: José Mota.

FC Porto: Casillas, Maxi Pereira, Felipe, Éder Militão, Alex Teles, Danilo, Jesus Corona (Adrian Lopez, 90), Herrera, Brahimi (Hernâni, 78), Marega e Soares (Oliver Torres, 78).

Treinador: Sérgio Conceição.

Árbitro: João Pinheiro (AF Braga).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Felipe (30), Vítor Gomes (49) e Amilton (57).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG