Conceição diz que sentiu falta de "determinação e vontade num ou outro jogador"

Treinador portista analisou o triunfo desta quarta-feira sobre o Varzim (4-2), no Dragão, em partida da fase de grupos da Taça da Liga

"Trabalho com estes jogadores e sei o que fazem nos treinos. Tenho um discurso para dentro e outro para fora. Aquilo que eu faço é em função desse mesmo discurso. E as minhas escolhas também. Há jogadores que estão melhores do que outros. Não gostei de uma ou outra prestação, isso é claro. Mas sei que uma coisa é que por muito bem que treine é mais difícil o ritmo de jogo. Aquilo que fico menos contente é quando daí essa determinação e vontade de fazer não está lá. E senti isso num ou outro jogador", começou por dizer Sérgio Conceição, após a vitória do FC Porto sobre o Varzim (4-2) no Dragão.

"Se não ganhássemos ficávamos em grandes dificuldades. Utilizar estes jogadores não foi arriscar, foi pensar neste jogo e na motivação dos jogadores que normalmente não jogam e dar confiança a quem joga menos, mas em quem confio. E esta é a prova dessa confiança", acrescentou o treinador portista.

Conceição justificou ainda os festejos efusivos dos golos. "Sou um apaixonado pelo futebol. O Corona é um craque e quando ele consegue meter cá para fora tudo aquilo que tem dentro fico imensamente feliz. Festejei também porque era um golo importante numa vitória justíssima", explicou, admitindo que a equipa não teve a consistência defensiva necessária: "Gosto mais de ganhar por 1-0 do que por 4-2. Gosto que sejam consistentes defensivamente."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG