Moita Flores diz que Bruno de Carvalho imagina ser um "ditadorzeco"

"Não volto a comprar o jornal do Sporting e nem volto a ver o canal do Sporting enquanto o senhor Bruno for presidente", diz o conhecido adepto leonino

Francisco Moita Flores, reconhecido adepto sportinguista, usou as redes sociais para mostrar o seu desagrado com as mais recentes atitudes e declarações do presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, e diz inclusivamente que não volta a comprar o jornal, nem a ver o canal do Sporting, "enquanto o senhor Bruno for presidente".

Explica que a decisão advém da "brutal declaração antidemocrática" do presidente do Sporting na recente e polémica assembleia-geral do clube de Alvalade.

"Assim não! Tenho algum apreço pelo trabalho que a Direcção de Bruno de Carvalho tem realizado à frente do Sporting. Não tenho apreço nenhum pela forma como se comporta e intervém no espaço público. Desagrada-me que o presidente do meu Clube tenha uma linguagem a roçar o ordinário e , por vezes, ordinária. Desagrada-me que seja vulgar, que adore a chicana sem gosto, que insulte e provoque. Desagrada-me que se queira confundir com a instituição a que preside mas que não é dele. Mas enfim, é um estilo e há quem goste da arruaça em vez da civilidade", lê-se no começo de uma longa publicação no Facebook.

Moita Flores diz ainda que o presidente do Sporting imagina "ser um ditadorzeco, educador e proprietário dos sportinguistas, querendo boicotar jornais, televisões, tudo aquilo que cheire a pluralismo, indicando o jornal do Sporting e o canal do Sporting como as referencias preferidas dos adeptos leoninos".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG