Histórico. Portugal é campeão da Europa de Futsal

Seleção nacional futsal levou a melhor sobre a Espanha (3-2), na final do europeu, na Eslovénia.

Portugal é campeão da Europa de Futsal! A seleção nacional venceu, este sábado a Espanha, por 3-2, e conquistou o primeiro título europeu da história da modalidade. Ricardinho e Bruno Coelho (dois) marcaram os golos portugueses, enquanto Miguelín e Lín fizeram os golos espanhóis.

Ricardinho saiu lesionado no prolongamento, mas Bruno Coelho vestiu a pele de herói nacional ao decidir a 55 segundos do fim. Pela primeira vez na história, Portugal é campeão da Europa, ao bater a Espanha, que havia conquistado o título em sete ocasiões. Foi uma vingança da final perdida em 2010!

Depois de o futebol ter conquistado o Euro2016 a 10 de julho, agora foi a vez do futsal a alcançar proeza igual a 10 de fevereiro.

Acabou o jogo. Portugal vence a Espanha por 3-2

- Bruno Coelho de livre direto faz o 3-2 a 55 segundos do fim

- Ricardinho não parece em condições de continuar...

- Ricardinho está com muitas queixas, após lance dividido com jogador espanhol

- Primeira parte acaba com Portugal a arrancar a quarta falta a Espanha...

- André Sousa a negar o golo a Espanha.

Seguem-se duas partes de cinco minutos cada

40'- Acabou (2-2)

38'- GOLO DE PORTUGAL! Bruno Coelho aparece solto à boca da baliza e faz o 2-2! Já leva cinco golos no Europeu...

36'- Ricardinho viu Sedano negar o golo mais uma vez. Está a levar a melhor o guarda-redes espanhol.

35'- Sexta falta de Portugal dá livre direto a Espanha... Miguelín atirou à barra!

32'- GOLO DA ESPANHA! Livre batido por Miguelín, que Lin estava completamente sozinho ao segundo poste... só teve de encostar e colocar a roja na frente do marcador.

31'- Espanha também desperdiça...

30'- Sedano evita golo de Ricardinho.

30'- Miguelín rouba a bola ao ataque português e atira ao poste!

27'- Pedro Cary e Ricardinho quase conseguem marcar! Paco Sedano voltou a negar o golo a Portugal.

25'- Bruno Coelho, Cary e Ricardinho tentaram o golo, mas a bola teima em não entrar.

24'- André Coelho perto do segundo golo para Portugal. Sedano teve de fazer grande defesa para evitar o 2-1 para Portugal.

21'- Espanha entra a criar perigo! Miguelín não consegue bater André Sousa e Pola na recarga atira por cima...

Intervalo

19' - GOLO DA ESPANHA! Pedro Cary demora a chegar à bola e Marc Tolrà desvia subtilmente para a baliza.

19'- Quase o segundo! João Matos recupera e remata ligeiramente ao lado!

- Quinta falta para Portugal. A próxima infração dá livre de 10 metros a Espanha.

16'- Pola aparece em grande posição e obriga o guarda-redes português a fazer uma excelente defesa e evitar o golo espanhol.

- A Rússia conquista o bronze ao vencer o Cazaquistão, por 1-0.

10' - Ricardinho viu o guarda-redes espanhol avançado e quase surpreendeu num remate a mais de 30 metros da baliza.

2'- Bruno Coelho perto do 2-0, atira ligeiramente ao lado!

1'- GOLO DE RICARDINHO! O mágico recupera à entrada da área e remata sem hipóteses para Paco Sedano.

A final do Campeonato da Europa de Futsal 2018 coloca, este sábado, frente a frente Portugal e Espanha, numa reedição da final do Euro2010. A formação de Jorge Braz irá tentar o primeiro troféu na competição, enquanto a Espanha jogará pelo seu oitavo título.

O histórico de confrontos com Espanha não é famoso: em 26 jogos, Portugal ganhou apenas uma vez e perdeu 21.

Portugal: André Sousa, João Matos, Bruno Coelho, Pedro Cary e Ricardinho

Suplentes: Vítor Hugo, Bebé, André Coelho, Nilson, Tiago Brito, Márcio Moreira, Pany Varela, Fábio Cecílio e Tunha

Treinador: Jorge Braz

Espanha: Paco Sedano, Ortiz, Pola, Miguelín e Alex

Suplentes: Jesús Herrero, Tolrá, Joselito, Adolfo, Francisco Solano, Rafa, Usín, Bebe e Lin

Treinador: José Venancio López

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ruy Castro

À falta do Nobel, o Ig Nobel

Uma das frustrações brasileiras históricas é a de que, até hoje, o Brasil não ganhou um Prémio Nobel. Não por falta de quem o merecesse - se fizesse direitinho o seu dever de casa, a Academia Sueca, que distribui o prémio desde 1901, teria descoberto qualidades no nosso Alberto Santos-Dumont, que foi o verdadeiro inventor do avião, em João Guimarães Rosa, autor do romance Grande Sertão: Veredas, escrito num misto de português e sânscrito arcaico, e, naturalmente, no querido Garrincha, nem que tivessem de providenciar uma categoria especial para ele.

Premium

João Taborda da Gama

Le pénis

Não gosto de fascistas e tenho pouco a dizer sobre pilas, mas abomino qualquer forma de censura de uns ou de outras. Proibir a vista dos pénis de Mapplethorpe é tão condenável como proibir a vinda de Le Pen à Web Summit. A minha geração não viveu qualquer censura, nem a de direita nem a que se lhe seguiu de esquerda. Fomos apenas confrontados com alguns relâmpagos de censura, mais caricatos do que reais, a última ceia do Herman, o Evangelho de Saramago. E as discussões mais recentes - o cancelamento de uma conferência de Jaime Nogueira Pinto na Nova, a conferência com negacionista das alterações climáticas na Universidade do Porto - demonstram o óbvio: por um lado, o ato de proibir o debate seja de quem for é a negação da liberdade sem mas ou ses, mas também a demonstração de que não há entre nós um instinto coletivo de defesa da liberdade de expressão independentemente de concordarmos com o seu conteúdo, e de este ser mais ou menos extremo.

Premium

Bernardo Pires de Lima

Em contagem decrescente

O brexit parece bloqueado após a reunião de Salzburgo. Líderes do processo endureceram posições e revelarem um tom mais próximo da rutura do que de um espírito negocial construtivo. A uma semana da convenção anual do partido conservador, será ​​​​​​​que esta dramatização serve os objetivos de Theresa May? E que fará a primeira-ministra até ao decisivo Conselho Europeu de novembro, caso ultrapasse esta guerrilha dentro do seu partido?