Árbitro assistente que não validou golo a Ronaldo afastado

Mario Diks foi afastado da equipa do árbitro Danny Makkelie, após o erro cometido no Sérvia-Portugal de 27 de março.

O holandês Mario Diks, o árbitro assistente que não validou o golo de Cristiano Ronaldo nos instantes finais do Sérvia-Portugal, na qualificação para o Mundial2022 de futebol, foi afastado da equipa do árbitro Danny Makkelie e falhará o Euro2020.

Em declarações à cadeia de televisão holandesa Omrop Fryslan, Mario Diks revelou que Makkelie lhe comunicou, quatro dias após o jogo em Belgrado, que tinha perdido a confiança no trabalho dele, face ao sucedido na partida disputada em 27 de março e que terminou com empate (2-2). O golo de CR7 daria a vitória a Portugal, mas o lance não foi validado.

"É uma enorme deceção para mim, tão perto do Campeonato da Europa. [Makkelie] Disse-me que queria seguir com outro assistente, porque perdeu a confiança na nossa colaboração. Confesso que esperava mais apoio, compreensão e confiança, depois de uma colaboração bem-sucedida durante tantos anos", disse Diks à Omrop Fryslan.

Depois de vários anos a integrar a equipa de arbitragem liderada por Danny Makkelie, o assistente foi substituído nas últimas semanas por Jan de Vries, o qual deverá, assim, ser um dos árbitros auxiliares do Euro2020, caso o juiz holandês seja um dos escolhidos

Em 27 de março, Portugal e Sérvia empataram 2-2, na segunda jornada do Grupo A de qualificação para o Mundial2022, num encontro no qual a seleção nacional até poderia ter saído com o triunfo, caso Mario Diks tivesse validado o golo marcado por Cristiano Ronaldo, aos 90+4 minutos.

No último lance da partida, a bola rematada pelo capitão português foi afastada por Stefan Mitrovic quando já tinha ultrapassado totalmente a linha de baliza, conforme foi possível comprovar pelas imagens televisivas. O lance correu mundo.

Na sequência, Ronaldo acabaria por ser sancionado por Danny Makkelie com um cartão amarelo, devido aos protestos, e depois do apito final atirou a braçadeira de capitão para relvado, manifestando enorme frustração pela decisão.

Na altura, o selecionador nacional, Fernando Santos, revelou que Danny Makkelie lhe pediu desculpas pela má decisão da equipa de arbitragem logo após a partida.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG