Da Sérvia aos EUA: o mundo dos blues na Culturgest

A partir de hoje e até quarta-feira a celebração dos blues e da sua vitalidade em todo o mundo terá um destaque especial na Culturgest, em Lisboa.

Pouco se imaginaria que países como a Sérvia ou até mesmo Portugal tivessem uma grande relação com os blues, uma tradição musical intrínseca à cultura afro-americana, que se tem vindo a desenvolver desde finais do século XIX. Mas, uma vez mais, o Ciclo Hootenanny, comissariado por Ruben de Carvalho e que anualmente se realiza na Culturgest, em Lisboa, prova que "há hoje relevantes músicos de blues um pouco por todo o mundo", como salienta o próprio ao DN. O primeiro concerto, hoje, será de uma artista natural da Sérvia, Ana Popovic, e o encerramento, na quarta-feira, será com o projeto português Serushio. Claro que não podia faltar um artista dos EUA, e na segunda-feira atua o guitarrista Catfish King, vindo de Chicago.

Ana Popovic atua mais logo, às 21.30, no Grande Auditório e, nas palavras de Ruben de Carvalho, "o facto de ser natural da Sérvia é, a nosso ver, uma expressão de uma crescente influência dos blues na música popular um pouco por todo o mundo, o que se reflete aliás de várias formas: por um lado, surgem músicos e bandas a eles dedicados, por outro, a influência formal nos géneros mainstream (pop, rock, tal como em fusões com world music)".

A cantora e guitarrista tem recebido vários prémios nos Estados Unidos, mas a verdade é que a presença de mulheres no mundo dos blues ainda continua a ser diminuta. "Embora apareçam presenças femininas na cena dos blues, julgo que uma certa misoginia se mantém, aliás como no jazz e no rock. E parece de sublinhar que as novas gerações se situam essencialmente numa área em que sempre foram importantes: a voz. Como instrumentistas, embora haja evoluções positivas, a preponderância masculina mantém-se", refere o comissário deste ciclo.

Será com um projeto português que o Ciclo Hootenanny terminará, na próxima quarta-feira, com o concerto dos Serushio no Pequeno Auditório, para o qual convidaram o baterista Fred Pinto Ferreira (homem de mil projetos, entre Orelha Negra, Banda do Mar e os 5-30). Para Ruben de Carvalho, "Portugal é dos países onde nos últimos anos o panorama se alterou substancialmente em relação aos blues, após uma manifesta secundarização". Se a seguir ao 25 de Abril apareceu uma banda como os Go Graal Blues Band, fundamentais para a história dos blues em Portugal, segundo Ruben de Carvalho "foi preciso esperar pelo século XXI para ver entre nós surgir um interesse renovado nos blues, que se manifesta exatamente no aparecimento de novos grupos a que penso ser justo dar destaque e oportunidade de presença pública".

Catfish King, que na segunda-feira atua no Pequeno Auditório, é um dos grandes representantes da raiz desta música que vem da tradição do blues tocado no delta do Mississípi. Daí ter uma manifesta "preocupação pedagógica e de divulgação", como salienta Ruben de Carvalho.

Tendo em conta que os blues são uma música que nasce na cultura afro-americana e que o atual contexto social dos EUA é marcado pelas muitas tensões raciais, intensificadas com a recente eleição de Donald Trump para presidente do país, certamente que tudo isto marcará quem hoje pratica os blues nos EUA. Ruben de Carvalho explica que "o carácter intrínseco de protesto e lamento presente sempre nos blues, paralelamente à afirmação da herança africana e da situação dos afro-americanos numa sociedade racista, expressa-se nos blues essencialmente pelo estilo, não sendo tão direto quanto, por exemplo, a poesia da protest song ou simplesmente da folk". Apesar de não ser tão evidente, uma vez que "os blues são um protesto codificado cujo significado não surge imediatamente", ainda assim Ruben de Carvalho não tem dúvidas de "que as sombrias perspetivas abertas pela eleição de Trump terão reflexos na criatividade afro--americana, tal como em toda a música popular".

Os concertos começam sempre às 21.30 e os bilhetes custam seis euros (exceto para Ana Popovic, que custam 15euro).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG