Hermínio Loureiro detido por suspeitas de corrupção

O ex-autarca e o atual autarca de Oliveira de Azeméis estão entre os detidos no âmbito de um inquérito titulado pelo Ministério Público - DIAP de Aveiro, Secção de Santa Maria da Feira.

Hermínio Loureiro, ex-presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, e o atual presidente da autarquia, Isidro Figueiredo, estão entre os sete detidos no âmbito da operação "Ajuste Secreto" pela presumível autoria de crimes de corrupção ativa e passiva, prevaricação, peculato e tráfico de influência.

De acordo com o comunicado da Polícia Judiciária, "a investigação permitiu até ao momento a obtenção de fortes indícios da existência de relações privilegiadas entre os suspeitos que, ao longo do último ano, têm visado a realização de diversas obras em diferentes localidades, manipulando as regras de contratação pública".

Além do autarca e do ex-autarca, foram detidos um funcionário camarário e empresários, com idades entre os 40 e os 60 anos, que serão presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

No âmbito da operação, chamada "Ajuste Secreto", foram realizadas "31 buscas, incluindo cinco camarárias e cinco em clubes locais de futebol" do concelho de Oliveira de Azeméis. Participaram nas buscas cerca de 90 elementos da Polícia Judiciária e vários magistrados do Ministério Público.

As cinco câmaras municipais investigadas no âmbito da operação policial "Ajuste Secreto" estão hoje a ser alvo de buscas, designadamente a Câmara de Oliveira de Azeméis.

Em declarações à Lusa, fonte da Polícia Judiciária avançou ainda que entre os sete detidos, no âmbito da operação, estão empresários relacionados com o "setor da construção civil" e que entre os cinco clubes de futebol alvo de buscas policiais estão o União Desportiva Oliveirense, Atlético Clube de Cucujães e Futebol Clube Macieirense.

Com Lusa

Relacionadas

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

Pub
Pub