Bento Algarvio: "Tive uma arma apontada à cabeça e pensei que ia morrer"

Pugilista Bento "Algarvio", numa fotografia da sua página de Facebook

Homens armados atacaram átrio de hotel em Dublin onde estava a comitiva do pugilista português conhecido como Bento "Algarvio"

João Bento, conhecido como Bento "Algarvio", pugilista, estava na pesagem para um combate de boxe em Dublin, na Irlanda, com a sua comitiva quando o átrio do hotel onde se encontravam foi invadido por homens armados. Duas pessoas ficaram feridas e um homem morreu. Os portugueses tiveram armas apontadas e presenciaram toda a cena.

Ao DN, o pugilista revelou o medo que sentiu quando o ataque começou. "Tive uma arma apontada à cabeça e pensei que ia morrer", contou Bento "Algarvio".

Ao Jornal de Notícias, o preparador físico do pugilista, Ricardo Ferro, explicou que ele próprio, João Bento e o fisioterapeuta Carlos Pereira estavam sentados à mesa após a pesagem para o combate Clash of the Clans, que devia acontecer no domingo, quando entrou "um gangue vestido com camuflados pelas traseiras a disparar".

No jornal britânico The Guardian, lê-se que os alvos do ataque seriam membros de um gangue de Dublin ligado ao tráfico de drogas, e que os atacantes pertenceriam a um gangue rival. A vítima mortal do ataque estaria envolvida no crime organizado.

Ricardo Ferro contou ao Jornal de Notícias que o homem que acabou por sucumbir aos ferimentos foi morto "mesmo à frente" dos três portugueses. "Quando entraram, apontaram-nos as armas e mandaram-nos esconder debaixo da mesa", acrescentou.

A comitiva encontra-se bem. Segundo o preparador físico, os três foram enviados para o quarto de hotel e foi-lhes dada ordem para que não saíssem até que prestassem declarações.

O campeonato de boxe Clash of the Clans, agendado para domingo, foi cancelado após o ataque.

Últimas notícias

Mais popular