Premium Manuel Alegre: "Assistimos à desconstrução da democracia dentro da própria democracia"

Em três dezenas de páginas, o poema intitulado Quando faz um primeiro exame da opressão vivida devido à pandemia enquanto questiona os modelos políticos, económicos e sociais que a História arquivou na categoria de falhanços.

Manuel Alegre acaba de publicar um poema que, de tão grande, político e inquiridor, se espalha por páginas suficientes para se autonomizar num livro. Não despe o seu lado político, mas nestes versos "eleva" o Twitter ao nível de Deus e de como as novas tecnologias iludem os que se (in)comunicam através delas. ​​​​

Em entrevista ao DN afirma compreender "a revolta contra ficar em casa nos jovens [devido à covid-19] porque só se é jovem uma vez" e considera que "assistimos à desconstrução da democracia dentro da própria democracia".

Ler mais

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG