Lições de simplicidade: uma crónica de José Luís Peixoto

No céu, com liberdade para todos os lados, está um pequeno pássaro. Tem as asas abertas, mas não as bate, apenas administra a sua subtileza, ínfimo coração, pena, penas. Às vezes, fica parado no ar, como se fosse o mundo inteiro que estivesse suspenso, como se fosse este pássaro a única porção de mundo em que se pode realmente confiar. Um pequeno pássaro, uma criatura, a entender o vento, a ver algo que me escapa. Estou deitado no mar das Caraíbas. O sal carrega-me, flutuo sem esforço e sem peso. Assento na água, como se lhe pertencesse. O tempo passa […]

Para saber mais clique aqui: www.voltaaomundo.pt

Exclusivos