7 dias, 7 propostas por Dirk Niepoort

1. Mercado
Angeiras
Matosinhos
Domingo, 18 de julho

Aconselho uma visita ao Mercado de Angeiras, em Matosinhos, que costumo visitar para fazer as minhas compras. Por lá há muito peixe e legumes. Depois do mercado um bom passeio por ali à beira-mar, comprar jornais e ficar a ler. Geralmente, aos domingos, fico cerca de uma hora sentado a ler. A seguir costumo ir almoçar com a minha mulher ali mesmo por Angeiras ou em Labruje, ao restaurante Castro de São Paio, que aconselho.

2. Comer
O Gaveto, restaurante em Matosinhos
Visistar as caves do vinho do Porto em Gaia
Segunda, 19 de julho

As minhas segundas-feiras começam bem cedo com o trabalho e com provas de vinho logo pela manhã em Gaia. Depois, durante o dia, seguem-se com muitas reuniões presenciais ou em Zoom. Mas reservo as segundas para ir almoçar com clientes. Hoje em dia temos um espaço próprio nos armazéns antigos e convidamos a almoçarem em nossa casa. Mas como esse espaço não está aberto ao público aconselho almoçar no restaurante O Gaveto, em Matosinhos, um local onde vou muitas vezes.

3. Bairrada
Restaurante A Cabana
e restaurante Rei dos Leitões
Terça, 20 de julho

Aconselho uma ida à Bairrada. Costumo ir bem cedo para acompanhar a produção dos vinhos e escolher lotes. Por lá tenho dois locais que aconselho para o almoço (ou jantar). Ou o restaurante A Cabana ou o Rei dos Leitões, que para mim é um dos melhores restaurantes de Portugal e onde temos os nossos vinhos. Às terças-feiras costumo seguir para o Dão e fico por lá a dormir na Quinta de Napóles, entre a Régua e o Pinhão, que aconselho a visitar para enoturismo. Quando lá estou, sou eu que cozinho.

4. Ler
Biografias
De Cristiano Ronaldo a Steve Jobs ou Elon Musk
Quarta, 21 de julho

Normalmente gosto de ler biografias e livros mais técnicos. Das que li recentemnte aconselho as dos norte-americanos Steve Jobs e Elon Musk, mas também a do jogador de futebol sueco Zlatan Ibrahimovic. E, claro, gosto também de ler biografias de portugueses. Neste caso aconselho a do Jorge Mendes e a biografia de Cristiano Ronaldo. Costumo alterar a leitura das biografias com livros de gestão e de marketing. E confesso que já há algum tempo que não leio um romance.


5. Sul
Restaurante Tombalobos em Portalegre
Restaurante 100 Maneiras em Lisboa
Quinta, 22 de julho


Vou pouco a Lisboa, confesso, mas vou passar a ir para o sul, concretamente para a zona de Portalegre, onde estamos a preparar um projeto. Ali, pelo Alentejo, aconselho irem jantar ao Tombalombos, do chef José Júlio Vintém, que é também, para mim, um dos melhores restaurantes de Portugal. E quando venho a Lisboa, geralmente sem nada muito prédefinido e com planos que podem variar muito, gosto de estar com o chef Ljubomir Stanisic e ir jantar ao seu 100 Maneiras.

6. Douro
Tascas no Porto
Quintas no Douro.
Sexta, 23 de julho

Às sextas costumo ir ao Porto comer e às vezes, depois disso, vou para o Douro. Apesar de gostar muito dos grandes chefs que têm restaurantes no Porto, é na tasca Casa Silva (Porto) que tenho maior gozo. Aliás, Portugal continua a ter tascas genuínas que já não existem em mais nenhum outro país - ou nunca existiram.A Casa Silva é uma tasca que me ensinou a fazer os nossos vinhos Natcool. Por lá aconselho os verdes, branco ou tinto, e, para comer, os petiscos tradicionais, como a cebola com vinagre e os queijos fantásticos. Ainda no Douro costumo ir à Quinta Maria Izabel, do João Carlos Paes Mendonça, que aconselho a visitar e onde dou consultoria.


7. Bicicleta
Passeio no Rio Lima
Passeios de bicicleta com objetivo!
Ou pelo rio Lima ou entre Matosinhos e Ofir.
Sábado, 24 de julho


Não tenho muitos fins de semana livres mas quando consigo tento não fazer nada. Ou então combino com a minha mulher um passeio de bicicleta à beira-mar ou pelo rio Lima. Geralmente faço-o com um objetivo, para ir a algum lado, pois já percebi que se for para andar de um lado para o outro não o faço. Assim, escolho um restaurante, por exemplo entre Angeiras e Ofir, e vamos de bicicleta até lá. Depois, ainda de bicicleta, voltamos para casa por outro caminho.

Escolhas pelo produtor de vinhos Dirk Niepoort:

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG