Os melhores pães do mundo. A broa de milho está no top 50

A CNN assinalou o Dia Mundial do Pão com a eleição dos melhores, da baguete francesa ao pão de queijo do Brasil

Para assinalar o Dia Mundial do Pão, que se celebra esta quarta-feira, a CNN elegeu os 50 melhores pães do mundo. E Portugal consta da lista, com a distinção da broa de milho entre os "mais maravilhosos" - um alimento "saudável" e "tradicional" da região norte, diz o texto.

A broa portuguesa surge ao lado de pães mundialmente conhecidos. Como o pão de queijo do Brasil, a baguete francesa, a tortilha do México, a paratha indiana, a ciabatta italiana ou o challah de Israel. Nesta lista, não se assume que um é melhor que outro - os pães, um hino "à criatividade" e "herança humana", surgem pela ordem alfabética dos países.

"Estes pães são escolhidos pelos seus ingredientes únicos, pelo status icónico e pelo prazer caseiro de os comer", escreve a CNN.

Na descrição que faz da broa portuguesa, explica-se que o milho e o trigo são moídos em pedra, peneirados e amassados num recipiente de madeira. Mais: que os pães são assados em fornos a lenha e que a farinha se expande sobre as fendas profundas do pão.

"Os próprios fornos são selados com massa de pão", que funciona como um temporizador natural e indica quando a broa está pronta para ser servida - ou seja, quando a massa fica com uma coloração castanha e tostada.

Numa explicação histórica, o top 50 dos melhores pães do mundo elaborado pela CNN refere ainda que os europeus nunca tinham provado milho até chegarem às Américas, mas que depois disso seria adotado fervorosamente nas regiões norte de Portugal onde as condições dos solos são pouco adequadas ao cultivo do trigo.

Bom apetite!

Exclusivos