No Pucinho de Vila Chã sem pressas nem exigências

Na tradicional comunidade piscatória há uma praia e um restaurante-bar para desfrutar do pôr do sol e para beber e comer

A praia do Pucinho é uma das compõem a costa da freguesia piscatória de Vila Chã, no concelho de Vila do Conde. É um dos areais mais a sul desta comunidade que ainda conserva muito da mais tradicional arte da pesca. Não é raro ali encontrar pequenos barcos ou pescadores nos rochedos costeiros. Os rochedos são mesmo uma das imagens fortes da praia, na sua zona de banhos, onde há muito iodo na água.

Há quem prefira a manhã mas é na hora do pôr-do-sol que o local encanta. Para desfrutar da paisagem é só sentar na esplanada no restaurante-bar Pucinho, um espaço já com décadas de existência e agora gerido pelo Fernando, e onde se pode tomar um café ou alinhar a comer as especialidades da casa, todas à base do marisco e do peixe pescado nas redondezas. Ameijoas, navalheiras ou camarão são um motivo bom para acompanhar com um vinho branco. Quem preferir uma refeição, há os peixes grelhados ou um arroz de marisco.

É um local simples e honesto. No seu interior encontra dezenas de imagens de embarcações portuguesas, réplicas de fotos do Museu da Marinha. Não há meio-termo, é entrar numa casa do mar. Não há lugar a luxos especiais, as condições são as básicas. É mesmo para quem não tem pressas nem se torna muito exigente. Tanto se encontra um velho pescador para relembrar as grandes histórias vividas no mar, como um jovem urbano do Porto ou uma família de turistas alemães.

Em redor, há muito a descobrir. Saindo do Pucinho para norte o rumo é para a mais tradicional Vila Chã onde os pequenos barcos de pesca ainda se encontram na praia. Para sul, há o passadiço que permite chegar a Labruge, pelo caminho há outro recanto na praia de Castro São Paio.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG