Maristas de 8.º ano tornam-se repórteres dentro do colégio

As várias turmas de 8.º ano dos Maristas de Carcavelos trabalham em equipa na cobertura do Dia do Magusto

O trabalho do MediaLab com a comunidade Marista começou no início do mês com o workshop "MediaLab DN na escola e na comunidade".

A equipa de formadores deslocou-se ao colégio, no dia 6 de novembro, para uma primeira abordagem ao tema do jornalismo e a importância de estar informado. Durante esta sessão os jovens alunos aprenderam as regras que orientam a escrita de notícias e simularam a apresentação de um noticiário televisivo. No fim do dia era notório o entusiasmo dos vários grupos de trabalho que muito em breve seriam desafiados para fazer um trabalho jornalístico mais a sério.

No Dia do Magusto, o Colégio foi palco de uma programação variada que incluiu apresentações musicais, concursos e também se reservou algum tempo para atividades desportivas com o já habitual corta-mato. O grande desafio dos alunos de 8ºano foi concretizar uma grande reportagem sobre o evento, entrevistando personalidades chave como o Diretor da Escola, Professor Félix Lopes, e a Presidente da Associação de Estudantes, Maria Novais.

Para descrever melhor o ambiente vivido, os alunos foram incentivados a recolher depoimentos de alunos, amigos e familiares que circulavam livremente no recinto da festa, que se desenrolava no pátio central do colégio.
Durante todo o dia, a redação do MediaLab, bem como o estúdio para as emissões "em direto", estiveram sediadas no "sítio do pinheiro" junto ao campo de jogos onde decorriam todas as atividades.

O alinhamento temático da reportagem foi previamente preparado pela equipa do MediaLab em conjunto com a professora Joana Rita Pala, coordenadora do Projeto Eco-Maristas. Sendo a sustentabilidade o tema central de toda a programação, grande parte do noticiário foi dedicado à sensibilização ambiental e à promoção de iniciativas ecológicas. A oficialização do Colégio Marista de Carcavelos como eco-escola aconteceu no início da tarde com o hastear da bandeira verde. A tarde seguiu com o "concurso de bancas solidárias" onde as várias turmas foram desafiadas a compor uma mesa para venda de produtos saudáveis, amigos de ambiente e com preocupações a nível do desperdício alimentar. No decorrer da tarde vários professores foram entrevistados e fizeram-se vox pops de questões sugeridas pelos jovens repórteres.

O corta-mato, destinado a várias faixas etárias, também foi acompanhado de perto pelos jornalistas. Em conversa com os atletas, enumeraram-se as principais formas de preparação para esta corrida, também o momento da atribuição de prémios foi alvo de registo pela lente do jovem operador de câmara.

No final deste dia tão marcante para o colégio, os alunos maristas puderam levar consigo, para além de castanhas, a experiência daquilo que é ser verdadeiro repórter jornalístico.

Exclusivos