Premium

Ranking das escolas

Vidigueira: será que ter o pior resultado é mesmo igual a ser a pior escola?

Nos percursos de sucesso básico, considerando o contexto económico e social, a escola Frei António das Chagas tem o pior desempenho. As razões que um indicador não pode mostrar.

"Sim" e "não". Manuel, claramente desconfortável na pele de entrevistado, vai respondendo por monossílabos. Por isso, fala por ele o professor de Informática, Paulo Romana, com quem ainda há uns minutos se entretinha a montar componentes numa placa-mãe de computador. "Ele neste ano chega sempre a horas, é um aluno muito mais motivado. Mudámos a metodologia de ensino e os resultados veem-se", assegura.

Aluno de uma turma PIEF [Programa Integrado de Educação e Formação], solução de último recurso para tentar segurar nas escolas estudantes na iminência do abandono, Manuel passou das rotinas diárias da sala de aula, onde se perdia desde o 2.º ciclo, para uma aprendizagem mais prática, que inclui formação em contexto de trabalho. Por exemplo, na Cooperativa Agrícola e Vitivinícola da terra. Já se imagina a tirar o secundário na escola profissional, ali ao lado, cuja oferta é centrada nos mesmos ofícios rurais.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

Foi Centeno quem fez descer os juros?

Há dias a agência de notação Standard & Poor's (S&P) subiu o rating de Portugal, levando os juros sobre a dívida pública para os níveis mais baixos de sempre. No mesmo dia, o ministro das Finanças realçava o impacto que as melhorias do rating da República têm vindo a ter nas contas públicas nacionais. A reacção rápida de Centeno teve o propósito óbvio de associar a subida do rating e a descida dos juros às opções de finanças públicas do seu governo. Será justo fazê-lo?