Novo reitor em Coimbra: Amílcar Falcão, o vice que rejeita ser solução de continuidade

De 54 anos e natural da Nazaré, Amílcar Falcão é doutor em Farmácia pela Universidade de Coimbra e foi vice-reitor nos últimos dois mandatos. Foi eleito reitor esta segunda-feira e vai tomar posse no dia 1 de março.

Amílcar Falcão foi eleito esta tarde Reitor da Universidade de Coimbra. O até agora vice-reitor toma posse a 1 de março e vai liderar a universidade mais antiga do país até 2023.


De 54 anos e natural da Nazaré, Amílcar Falcão é doutor em Farmácia pela Universidade de Coimbra. Vice-reitor nos últimos dois mandatos reitorais (2011-2015 e 2015-2019) e diretor do Instituto de Investigação Interdisciplinar desde 2013, o professor catedrático da Faculdade de Farmácia da UC venceu a eleição para o mandato 2019-2023 com um programa de ação intitulado "Citius, Altius, Fortius" (inspirado no lema olímpico "mais alto, mais forte, mais longe").


Ao DN, antes da eleição de hoje, Amílcar Falcão sublinhava ter "uma visão para a universidade bastante diferente daquela que tem sido a do atual reitor", João Gabriel Silva, rejeitando ser um candidato de continuidade. "Temos pontos em comum, senão não faria parte da equipa dele, mas há diferenças, até ao nível da personalidade. Tenho uma forma diferente de lidar com as pessoas e os assuntos".

O novo reitor defende uma "muito superior visibilidade nacional e internacional" da universidade, apostando "numa comunicação mais agressiva e numa investigação cada vez mais forte e com maior impacto"


Em relação ao passado recente, "não teria" tomado a decisão de "fazer notícia" com os números da fraude académica na instituição. Como apostas para o futuro, o novo reitor defende uma "muito superior visibilidade nacional e internacional" da universidade, apostando "numa comunicação mais agressiva e numa investigação cada vez mais forte e com maior impacto".


A eleição do Reitor da Universidade de Coimbra é feita, desde 2011, numa reunião plenária do Conselho Geral da instituição. O organismo é constituído por 35 membros: 18 representantes dos professores e investigadores, cinco representantes dos estudantes, dois representantes dos funcionários não-docentes e não-investigadores e dez personalidades de reconhecido mérito, externas à Universidade.


Os outros candidatos à eleição do Reitor da Universidade de Coimbra para o mandato 2019-2023 foram a brasileira Duília Fernandes de Mello, Ernesto Costa e José Pedro Paiva.

Exclusivos