Premium Expedição aos Picos da Europa. "Não é a diabetes que nos impede de atingirmos os nossos objetivos"

Rute e Nuno fazem parte do grupo de 16 pessoas com diabetes tipo 1 que parte esta sexta-feira para os Picos da Europa. A expedição, de quatro dias, com subida a uma das montanhas mais altas da Cordilheira Cantábrica, é uma prova de superação mas vai mostrar também que a doença não é limitativa

De mochila às costas e de sorriso no rosto. Rute Gomes, de 39 anos, e Nuno Moniz, de 30, caminham lado a lado num dos trilhos de Monsanto, Lisboa, antes de partir na sexta-feira para a expedição de quatro dias aos Picos da Europa. Fazem parte do grupo de 16 doentes com diabetes 1 que vai viajar até ao norte de Espanha. É lá que vão fazer a subida a Peña Ubiña, uma montanha com 2417 metros de altitude e uma das mais altas da Cordilheira Cantábrica.

"Não é a doença que nos impede de atingirmos os nossos objetivos e conquistas", diz Rute Gomes ao DN, com a determinação de quem sabe bem do que fala. Vive há 28 anos com a diabetes tipo 1 e sempre teve no desporto um aliado. "É o meu melhor amigo, sem sombra de dúvida". Nuno Moniz acena com a cabeça. Há 15 anos foi diagnosticado com a doença.

Ler mais

Exclusivos