Icebergue duas vezes maior que ilha da Madeira separa-se da Antártida

É o maior icebergue a soltar-se da plataforma de gelo Amery em mais de 50 anos. Cientistas dizem que evento não está ligado às alterações climáticas, sendo normal.

Um icebergue com 1582 quilómetros quadrados, mais de duas vezes o tamanho da ilha da Madeira (741 quilómetros quadrados), separou-se da plataforma de gelo Amery, na Antártida. Batizado de D28, é o maior icebergue em 50 anos e obriga a monitorização constante, já que pode tornar-se um risco se alcançar as rotas de transporte marítimo.

As plataformas de gelo, como a Amery, são massas de gelo flutuantes que são como uma extensão dos glaciares que fluem da terra para o mar.

Os cientistas monitorizam há quase duas décadas uma secção da plataforma de gelo conhecida como "dente a abanar" (por parecer que está prestes a separar-se), mas foi de uma zona vizinha que o D28 acabou por soltar-se. "É um molar comparado com um dente de leite", disse a professora Helen Amanda Fricker, do Instituto Scripps de Oceanografia dos EUA, à BBC.

"Nós previmos que um grande icebergue se iria soltar entre 2010 e 2015", disse Fricker à estação de televisão australiana ABC. "Estou contente de ver este desprendimento depois de tantos anos. Sabíamos que iria acontecer, mas para nos manter atentos, não foi exatamente onde esperávamos", acrescentou.

Os cientistas não acreditam que este acontecimento esteja ligado às alterações climáticas, sendo parte normal do ciclo de vida das plataformas de gelo a cada 60 ou 70 anos. O último grande icebergue a soltar da plataforma Amery, em 1963 ou 1964, tinha 9000 quilómetros quadrados.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG