Resultados não envergonham, dizem diretores da escola pública

"A educação está no rumo certo e é de louvar o trabalho feito pelas escolas", afirmou Filinto Lima, dirigente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas

Os diretores de agrupamentos das escolas públicas consideram que os resultados dos exames nacionais básico e secundário "não envergonham" nem as unidades públicas nem os colégios.

"Quer a escola pública quer a privada obtiveram resultados que não as podem envergonhar, de acordo com o contexto, com os constrangimentos e outros condicionalismos. Penso que a educação está no rumo certo e é de louvar o trabalho feito pelas escolas", afirmou à agência Lusa Filinto Lima, dirigente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas.

O responsável sublinha que os resultados conhecidos este sábado são "um 'ranking' dos exames e não um 'ranking' das escolas", considerando que têm um "valor relativo", que as escolas estudam, mas situando-os no seu contexto socioeducativo.

Para ser um verdadeiro 'ranking' das escolas, Filinto Lima indica que teria de ter mais dados e indicadores além dos resultados dos exames do 9.º e 12º ano.

O representante dos diretores das escolas públicas destaca outro indicador divulgado, o percurso direto de sucesso, que permite perceber quais as escolas que "verdadeiramente investem nos seus alunos".

Veja aqui todos os resultados do ranking das escolas divulgados este sábado.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG