Cristiano Ronaldo recebe apoio de marca de lingerie

Yamamay, marca italiana que apostou no internacional português para a nova campanha, considera acusação de violação "uma história improvável" e defende a "presunção de inocência"

Se vários patrocinadores, como a Nike ou a EA Sports, já vieram a público manifestar preocupação pelas acusações que recaem sobre Cristiano Ronaldo, a marca italiana de lingerie saiu em defesa do jogador que esta temporada se mudou para a Juventus e garante que não tenciona retirar o avançado da sua nova campanha publicitária.

"Estamos em plena campanha, não mudamos o nosso plano de investimentos e continuamos a nossa trajetória publicitária, que está a correr muito bem. Acreditamos que nestes casos a presunção de inocência é sempre válida", referiu o CEO da Yamamay, Gianluigi Cimmino, em declarações à agência noticiosa italiana ANSA reproduzidas pelo jornal Corriere Dello Sport.

A queixa apresentada pela norte-americana Kathryn Mayorga num tribunal do estado do Nevada, nos Estados Unidos, sobre um caso que remonta a 2009, "parece uma história absurda que vai esfumar-se com o tempo", considera o diretor da marca de lingerie. "Do movimento #MeToo aprendemos muitas coisas boas, mas também muitas negativas. Por vezes, torna-se uma ferramenta para quem quer ser o centro das atenções", aponta Cimmino, que acredita que seria "eticamente correto que a equipa, empresas, os patrocinadores e as pessoas que sempre estiveram perto do campeão continuem ao lado dele". "Cristiano Ronaldo sempre se mostrou um campeão dentro e fora do campo", reforçou.

Assim, a imagem de Cristiano Ronaldo de boxers continuará a ser a aposta principal da Yamamay durante esta campanha. "A imagem publicitária é muito forte e o retorno que estamos a ter sobre as vendas é muito alto. Nós com o Cristiano Ronaldo temos um acordo anual, a campanha arrancou há umas semanas e continua a correr bem", concluiu Gianluigi Cimmino.

Exclusivos