ARS-Norte admite escassez de vacinas para a gripe

Situação deve-se à adesão maciça dos utentes à campanha de vacinação. Autoridades garantem reposição de "stock" já esta sexta-feira.

A Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-Norte) admitiu esta quinta-feira a "escassez" de vacinas para a gripe "em algumas unidades de saúde" da região, garantindo, contudo, que o stock será reposto na sexta-feira. "Até amanhã [sexta-feira], a situação ficará resolvida com a distribuição por uma empresa fornecedora de mais doses", afirmou fonte da ARS-Norte.

A mesma fonte justificou a "escassez" com a adesão "maciça" à campanha de vacinação, adiantando que, até quarta-feira, foram vacinadas contra a gripe um total de 111.490 pessoas.

Numa nota publicada na quarta-feira no seu site, o Sindicato Independente dos Médicos (SIM) afirma que "há uma semana que a Unidade de Aprovisionamento da ARS-Norte não tem vacinas para enviar às unidades".

"A expectativa dos utentes é defraudada por motivos que são alheios às unidades de saúde e aos seus profissionais, embora sejam estes a ter de receber as legítimas reclamações dos utentes pela falta de vacinas", refere o SIM.

Considera ainda que "tem sido lamentável a forma como toda a situação tem sido gerida pelos vários responsáveis da ARS Norte, quer pela ausência de respostas quer pelo incumprimento dos prazos quando essas respostas existem".

A época de vacinação contra a gripe arrancou, dia 14, em Portugal com dois milhões de vacinas disponíveis, 1,4 milhões para serem dadas gratuitamente a grupos de risco no SNS e cerca de 600 mil para venda em farmácias.

Exclusivos

Premium

Gastronomia

Quem vai ganhar em Portugal as próximas estrelas Michelin

É já no próximo dia 20, em Sevilha, que vamos conhecer a composição ibérica das estrelas Michelin para 2020. Estamos em festa, claro, e festejaremos depois com os nossos bravos, mesmo sabendo que serão poucos para o grande nível a que já chegámos. Fernando Melo* escreve sobre os restaurantes que podem ganhar estrelas Michelin em 2020 em Portugal.