Antigo ator porno, deputado radical e adepto de violência: eis o novo convidado de Goucha

Alexandre Frota participa na emissão do programa da TVI desta quarta-feira. Manuel Luís Goucha apresenta-o como ator, empresário e agora deputado. "As voltas que a vida dá"

Na guerra das audiências que se instalou nas manhãs da televisão portuguesa, Manuel Luís Goucha anunciou esta terça-feira à noite que na emissão de quarta-feira receberá no seu programa Você na TV! o antigo ator porno e agora deputado federal brasileiro, Alexandre Frota.

O apresentador da TVI revelou a presença de Frota na sua página de Facebook, com um texto em que sintetiza o percurso do brasileiro com algumas omissões: "As voltas que a vida dá! De actor, concorrente de "reality-shows" e empresário a deputado federal. Amanhã Alexandre Frota no Você na TV."

O deputado brasileiro não será um parlamentar qualquer, quando assumir o seu mandato no Congresso, em fevereiro: eleito pelo PSL, o Partido Social Liberal do presidente recém-empossado, Jair Bolsonaro, Alexandre Frota, 55 anos, coleciona intervenções públicas extremistas, foi condenado por difamação e a sua apresentação no seu Twitter oficial é bem distinta daquela que faz Manuel Luís Goucha: "O Brasil politicamente correto é uma merda. Sou Anti PT e será sem sentimentos."

Alexandre Frota posou nu por quatro vezes numa revista para um público homossexual masculino e assumiu ter praticado sexo sem consentimento com uma "mãe de santo", que lhe pediu que parasse ("eu fiz tanta pressão na nuca dela que ela dormiu", contou em 2014). Em 2015, justificou que se tratou de uma história "fictícia", que "fez parte" de um espetáculo de stand-up comedy.

Num dos últimos tweets publicados, Frota (que se assume da "direita radical") partilha um texto da Folha de S. Paulo que dá conta, nas suas palavras, do "início do fim da Tv Globo": "Bolsonaro tem projeto para atacar domínio da Globo na publicidade. E esta entregue justamente ao ex ator Global e agora deputado Alexandre Frota" [sic], escreve o próprio.

Muitas das suas publicações aplaudem a violência e força policiais contra manifestantes "revolucionários", comunistas ou do PT, ou ladrões. Um dos vídeos que o convidado de Goucha partilhou mostra um indivíduo morto no chão pela polícia do Rio de Janeiro, enquanto populares aplaudem. "Antigo mas nem muito População aplaude a Policia Carioca" [sic], descreve o deputado eleito.

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Dos pobres também reza a história

Já era tempo de a humanidade começar a atuar sem ideias preconcebidas sobre como erradicar a pobreza. A atribuição do Prémio Nobel da Economia esta semana a Esther Duflo, ao seu marido Abhijit Vinaayak Banerjee e a Michael Kremer, pela sua abordagem para reduzir a pobreza global, parece indicar que estamos finalmente nesse caminho. Logo à partida, esta escolha reforça a noção de que a pobreza é mesmo um problema global e que deve ser assumido como tal. Em seguida, ilustra a validade do experimentalismo na abordagem que se quer cada vez mais científica às questões económico-sociais. Por último, pela análise que os laureados têm feito de questões específicas e precisas, temos a demonstração da importância das políticas económico-financeiras orientadas para as pessoas.