SP Televisão vai investir em Angola

Ao mesmo tempo que a TV Globo mostra interesse na produtora portuguesa, a empresa olha para os mercados angolano e moçambicano

"Poderá haver acordos em Angola e Moçambique muito em breve". anuncia ao DN o director-geral da produtora SP Televisão, que tem trabalhado em estreita relação com a SIC (Laços de Sangue, por exemplo) e com a RTP (Voo Directo é um dos casos). Bruno José garante, sem especificar, que estão em cima da mesa "a produção para determinados canais televisivos".

A prioridade, revela, é a instalação da empresa num mercado onde, de resto, a produtora da TVI, a Plural, já começou a dar passos, em 2008. "Esta aposta vai significar a nossa deslocação para Angola durante um período. Não sei se será para ficar. Tudo dependerá do mercado e do que o próprio país estiver à procura", avança Bruno José. E adianta: "Talvez para o ano comecemos a trabalhar em Angola".

Esta vontade de internacionalização da SP Televisão coincide com o crescente interesse da brasileira TV Globo em estreitar laços com a empresa portuguesa, no sentido de criar uma aliança para assinar co-produções em Portugal. "Acredito que a SP Televisão teria todo o interesse em participar nisso [negócio], afinal de contas a empresa já prodz para a TV Globo e com a SIC", afirma Guilherme Bokel, director-executivo de Entretenimento Internacional da estação brasileira.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG