RTP vai propor nome de Luís Marinho à ERC

Atual diretor geral é a escolha da administração para suceder a Nuno Santos na direção de Informação. Os nomes de Marinho e do seu adjunto já chegaram à ERC.

Luís Marinho deverá ser o sucessor de Nuno Santos no cargo de diretor de Informação da RTP. O DN, que já na edição impressa desta sexta-feira avançou com a informação, apurou que o nome do atual diretor geral foi apresentado à Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC).

Com Marinho deverá avançar Miguel Barroso, que já integrava a estrutura diretiva de Nuno Santos, e que deverá assumir as funções de diretor adjunto.

O DN tentou ao longo da tarde desta sexta-feira ouvir os dois jornalistas da estação pública, que não estiveram, contudo, disponíveis para qualquer esclarecimento.

Luís Marinho só assumirá o cargo depois de a ERC examinar o seu currículo e aprovar a escolha, uma vez que, de acordo com o artigo 24.º da Lei que constitui a ERC, a nomeação de diretor e diretor-adjunto dos órgãos de comunicação públicos depende do parecer prévio vinculativo do regulador.

A escolha de Marinho, que já foi diretor de Informação da RTP entre 2004 e 2007, surge 48 horas depois do pedido de demissão "irreversível" apresentado por Nuno Santos, na sequência do caso da alegada cedência à PSP de imagens da cobertura da manifestação no dia da greve geral.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG