RTP Açores acusa políticos regionais de interferência

Situação foi denunciada ao Sindicato dos Jornalistas e envolve o secretário Regional da Ciência, Tecnologia e Equipamentos, José Contente, membro do Executivo açoriano.

O Departamento de Informação da RTP/Açores garante que José Contente colocou em causa o cumprimento do Estatuto e do Código Deontológico do Jornalista e da Constituição Portuguesa, ao interferir no trabalho de uma repórter durante um direto sobre os temporais na zona da Bretanha, na ilha de São Miguel, Açores, a 11 de maio.

A Secretaria de José Contente, através de uma nota difundida pelo GACS, indicou serem falsas as acusações em relação ao alegado condicionamento do direto da RTP/A: "O Conselho de Redação da RTP/A acusou, injustificadamente, o secretário Regional sobre condicionamentos, ameaças mais ou menos veladas e outros dislates".

A nota governamental contrapõe e diz que foi a jornalista a propor que Contente "fizesse uma declaração para sair no telejornal do dia seguinte, o que veio a acontecer", depois da decisão do cancelamento do direto pela RTP/1, com o argumento de que "se não havia mortos já não havia direto".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG