Nuno Santos foi suspenso da RTP

O antigo diretor de informação da RTP anunciou na sua página do Facebook que está "suspenso preventivamente a aguardar processo disciplinar para despedimento".

"Consumou-se o saneamento político! Acabo de receber do Conselho de Administração da RTP a notícia de que estou suspenso preventivamente a aguardar processo disciplinar para despedimento. Estou pois impedido, sem razão, de trabalhar!". Foi com estas palavras que Nuno Santos anunciou, em comunicado, que a administração da RTP tomou a decisão de suspendê-lo preventivamente de funções.

"Na verdade, as declarações que prestei no Parlamento, ao abrigo da liberdade de expressão que pensava ser um direito conquistado em Portugal com a Revolução de Abril, foram o miserável pretexto para este processo.

Dei já instruções ao meu advogado para analisar a notificação de suspensão tendo sido claro que prepararei, sem desfalecimentos, a defesa da minha honra e do meu bom nome", lê ainda no comunicado que o diretor demissionário publicou na sua página do Facebook.

Recorde-se que o jornalista apresentou demissão da direcção de Informação da RTP a 21 de novembro, na sequência da abertura de um inquérito interno, por parte da administração da RTP, para apurar responsabilidades sobre a presença de elementos da PSP nas instalações da estação pública para visualizarem imagens não editadas da manifestação em frente à Assembleia da República, em Lisboa, no dia 14 de novembro.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG