TVI acredita que vai repetir êxito de 'Jardins Proibidos'

Estação de Queluz de Baixo apresentou ontem, em Lisboa, o elenco que vai dar corpo à sequela. Vera Kolodizg e Pedro Granger voltam a protagonizar a trama mas haverá caras novas.

A sequela de Jardins Proibidos, que a TVI se prepara para estrear ainda este ano, vai repetir o êxito da versão original. Esta é pelo menos a vontade dos principais responsáveis que estão à frente da produção.

Ao DN, o argumentista Manuel Arouca, que volta a assinar a trama, foi peremptório e mostrou-se esperançando em repetir o êxito de audiências conquistado pela versão original de Jardins Proibidos, emitida há 14 anos na antena da TVI. "Em 2000, o Moniz disse: 'Soubemos ler a alma dos portugueses'. Acredito que vamos voltar a fazê-lo. Estamos a trabalhar para fazermos a melhor novela de sempre", disse garantindo que "a sequela vai repetir o êxito dos Jardins Proibidos".

Também José Eduardo Moniz, consultor para a ficção do grupo da Media Capital, revelou-se igualmente esperançado em resultados de audiência positivos. "Toda a gente está entusiasmada para que este seja um produto que os espectadores da TVI vejam que estão a assistir a algo feito com paixão e qualidade", frisou.

Vera Kolodizg e Pedro Granger assumem o papel de protagonistas. Diogo Amaral, São José Correia, Fernando Luís, Vítor Norte, José Carlos Pereira são alguns dos novos rostos que a TVI chamou para se juntarem ao elenco inicial.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG