Trabalhadores querem discutir futuro com o novo ministro

Comissão de Trabalhadores (CT) quer "convergência da RTP com a matriz de serviço público" e pede a Miguel Poiares Maduro "uma mudança radical na estratégia de conteúdos".

O órgão que representa os trabalhadores da estação pública quer reunir com Miguel Poiares Maduro, o novo ministro que vai tutelar, entre outras, a pasta da comunicação social e que toma posse este sábado. O tema central deste encontro, avança o porta-voz da CT, Camilo Azevedo, "é o plano de futuro" da empresa de serviço público de rádio e televisão.

"Queremos uma convergência da RTP com a matriz europeia de serviço público, numa altura em que as ordens de serviço deixam adivinhar o contrário", explica o responsável. Há ainda, acrescenta, um segundo ponto. "Estamos muito alarmados com a irrelevância da estação em termos de audiência e de conteúdos. Precisamos de uma mudança radical na estratégia de conteúdos", acrescenta Azevedo.

Antes, em comunicado enviado às redações, a CT disse-se "disposta a um diálogo construtivo", distinguindo o novo ministro do anterior, Miguel Relvas, "por conhecer a lei, por ter estudado a a realidade da comunicação audiovisual e por ser co-autor de um estudo, pedido pela Comissão Europeia, que punha em causa o fetichismo das privatizações, a supressão o financiamento público de media".

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG