Rui Reininho: "Passei-me um bocado dos carretos"

O mentor abandonou a emissão em direto do programa no domingo e atribui o momento a uma "chatice técnica", garantindo não ter quaisquer atritos com os colegas.

"O programa estava no final e levantei-me porque não conseguia comunicar, o que me irritou. Houve um corte na emissão devido ao prolongamento [do jogo Alemanha-Argentina, final do Mundial] e não fui avisado. Mas foi apenas uma chatice técnica". É desta forma que Rui Reininho justificou ao DN a sua decisão de abandonar, este domingo, a emissão em direto da gala de The Voice Portugal, antes dela terminar.

O momento aconteceu após as várias tentativas do vocalista dos GNR em continuar a sua intervenção, quando Catarina Furtado já havia dado a palavra a Marisa Liz para que comentasse a atuação de um concorrente. A apresentadora chegou a intervir: "A Marisa está desejosa de falar e eu dou prioridade às grávidas". Com um "Não estou aqui a fazer nada", Reininho saiu mais cedo do programa.

Mas este foi só o culminar de uma série de intervenções do músico durante esta terceira gala do talent show da RTP1. "O mentor também é um psicólogo e um ginecologista ao mesmo tempo e uma pessoa que gostaria de ter implantes mamários como as raparigas da Casa dos Segredos" ou "Mariza, dava-te um beijo no focinho", foram alguns dos comentários do mentor, que geraram polémica nas redes sociais, pelo que vários internautas chegaram a sugerir que o cantor podia estar alcoolizado.

Confrontado com estas acusações pelo DN, Rui Reininho afiançou: "Não é circunstância minha. Há muitos anos que os destilados e as bebidas brancas não fazem parte do meu universo. Sou uma pessoa excessiva, não me podem exigir a chamada normalidade, mas não entendo essas insinuações. Foi talvez um princípio de mau feitio, passei-me um bocado dos carretos." E, divertido, questionou: "Pareço-lhe ressacado?".

Aquele que é um mentores de The Voice Portugal garantiu ainda não existir qualquer desentendimento com os colegas do talent show.

Leia mais na edição impressa, de hoje, do DN.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG