RTP recua e volta a alargar 'Telejornal'

Grandes e médias reportagens serão encolhidas para integrar bloco noticioso da noite, que será maior. Desaparece o '360' e alguns magazines das 21.00 podem terminar.

O Telejornal vai ser alargado e magazines como Linha da Frente ou De Caras podem deixar de fazer parte da nova grelha da RTP1. O DN apurou junto de elementos próximos das direções que "a maior parte da informação vai passar para o cabo porque o novo modelo é capaz de ser mais lucrativo".

Paulo Ferreira, diretor de Informação da estação pública, diz que "não está nada definido, a nova grelha está a ser preparada" e por isso não confirma as informações. Fontes garantem, porém, ao DN que a intenção é alargar o Telejornal "10 a 15 minutos", que o magazine 360 vai terminar e que as reportagens deverão "passar a ter entre seis a 10 minutos" para integrar o Telejornal.

Prós e Contras deverá estrear-se só depois das Autárquicas, a 7 de outubro, e Sexta às 9 permanecerá na nova grelha. A partir de domingo passado, o ex-primeiro-ministro, José Sócrates, e o antigo ministro da Presidência, Nuno Morais Sarmento, passaram a integrar o bloco noticioso, perdendo, assim, o espaço autónomo que mantinham. "O objetivo é dar-nos mais flexibilidade na gestão da grelha", justifica Paulo Ferreira.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG