José Mayer: o galã das novelas que pediu para ser gay

Há 28 anos a seduzir atrizes como Regina Duarte ou Christiane Torloni, o ator vive agora romance com um homem em Império, da SIC. Já foram gravados dois beijos, mas TV Globo censurou as cenas.

José Mayer, 65 anos, estreou-se na televisão como marginal em Bandidos da Falange, da TV Globo, escrita por Aguinaldo Silva em 1983. Três anos depois protagonizou o primeiro galã em Selva de Pedra, 1986, contracenando com Christiane Torloni. Nasceu o rótulo que se mantém ainda hoje, ou melhor, até julho quando os brasileiros começaram a ver Império, que passa na SIC desde segunda-feira.

Em 28 anos de novelas, José Mayer teve nos braços atrizes como Regina Duarte, Vera Fischer, Malu Mader e Lília Cabral. Mas o galã ícone de televisão brasileira surge agora no papel de gay e numa história, curiosamente, de Aguinaldo Silva. E foi o próprio ator quem pediu para o interpretar.

"Não teria coragem de pedir ao Zé (José Mayer) para fazer esta personagem", disse Aguinaldo Silva em entrevista a uma publicação brasileira. "Disse-me que queria estar na minha novela. A brincar contei-lhe que tinha um papel de gay na trama. Pensei que ele fosse reagir de forma diferente, perguntando-me se eu estava maluco", revelou.

Ao contrário do que esperava, o autor foi surpreendido. "Quando terminei a explicação sobre o papel, o Zé disse-me que queria fazer, pois seria algo completamente diferente de tudo o que já fez", contou, elogiando o ator: "Foi uma atitude bonita da sua parte. Ele tem uma grande carreira e não precisa de provar mais nada."

Leia mais, hoje, na edição impressa ou e-paper do DN.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG