José Eduardo Moniz defende Ana Leal

O antigo diretor-geral da estação de Queluz de Baixo vai ser testemunha de defesa da jornalista, que está impedida desde 26 de abril de entrar nas instalações da estação, consequência de um processo disciplinar em curso.

José Eduardo Moniz encabeça a lista de testemunhas de defesa da jornalista, no processo movido pelo TVI contra Ana Leal, avançam hoje o jornal I e o Público. José Manuel Fernandes, ex-diretor do Público, Oscar Mascarenhas, provedor do leitor DN, e Adelino Gomes também foram arrolados como testemunhas.

Ana Leal, que contestou na segunda-feira passada a nota de culpa recebida a 26 de abril, e que a impede de entrar na TVI até à conclusão do processo disciplinar, quer, juntamente com o seu advogado, Ricardo Sá Fernandes, provar que exerceu apenas o direito à liberdade de expressão quando pediu esclarecimentos à direcção de informação e ao conselho de redação da TVI.

O pedido de esclarecimento feito por Ana Leal é relativo a uma peça sua sobre o Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal, que terá sido retirada do alinhamento do Jornal das 8 de 26 de janeiro em cima da hora do arranque do noticiário. A peça acabou por passar no dia seguinte, na TVI24.

Exclusivos