'O Astro' vence Emmy em Nova Iorque

A novela brasileira, que tem como protagonista Rodrigo Lombardi, foi premiada na 40.ª edição dos Emmy Awards deixando para trás as produções portuguesas 'Remédio Santo', TVI, e 'Rosa Fogo', SIC.

"Eu sou de uma geração de autores que sempre admirou e desejou o Emmy. Ganhar este prémio, ainda mais na sua 40.ª edição, enche o meu coração com uma alegria indescritível. Sinto-me honrado. Mas o prémio não é só meu, é de Geraldo Carneiro, Roberto Talma e de Mauro Mendonça Filho, e da Rede Globo. É da televisão brasileira". Foi com estas palavras que Alcides Nogueira, autor de O Astro, reagiu ao ver a novela brasileira ser distinguida com um prémio Emmy na categoria de Melhor Telenovela.

As novelas portuguesas Remédio Santo, TVI, e Rosa Fogo, SIC, que concorriam à distinção, não foram, desta vez, premiadas na 40.ª edição do International Emmy Awards que decorreu, na noite de segunda-feira, em Nova Iorque.

No ano passado, o prémio de Melhor Telenovela foi atribuído à novela Laços de Sangue, SIC. Já em 2010, foi a novela da TVI Meu Amor que ganhou.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.