Julia Louis-Dreyfus promove Emmy em casa de penhores

Os atores Bryan Cranston e Aaron Paul e a atriz Julia Louis-Dreyfus são os protagonistas de um vídeo que pretende publicitar a cerimónia de entrega dos prémios, que terá lugar no dia 25. Veja o vídeo.

O vídeo está online deste esta terça-feira e já conta com mais de dois milhões de visualizações. Durante pouco mais de seis minutos, Bryan Cranston e Aaron Paul, atores da série Breaking Bad, e Julia Louis-Dreyfus, de Veep, protagonizam uma pequena comédia que visa chamar a atenção para a entrega dos prémios Emmy, no próximo dia 25.

Publicado pela Academy of Television Arts & Sciences, que entrega aqueles que são os mais importantes galardões da indústria televisiva norte-americana, a filmagem é uma paródia aos doc realitys centrados nos negócio das casas de penhores, como O Preço da História. Bryan Cranston e Aaron Paul vestem a pele dos proprietários de uma dessas lojas, a Barely Legal, onde recebem a visita de Julia Louis-Dreyfus, que decide vender um dos seus quatro Emmy. Neste caso, o que recebeu pelo seu desempenho em Seinfeld.

Os três atores estão nomeados para os prémios deste ano, cuja cerimónia se realiza no Nokia Theatre, em Los Angeles, EUA, com apresentação do humorista Seth Meyers.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Brexit

"Não penso que Theresa May seja uma mulher muito confiável"

O diretor do gabinete em Bruxelas do think tank Open Europe afirma ao DN que a União Europeia não deve fechar a porta das negociações com o Reino Unido, mas considera que, para tal, Theresa May precisa de ser "mais clara". Vê a possibilidade de travar o Brexit como algo muito remoto, de "hipóteses muito reduzidas", dependente de muitos fatores difíceis de conjugar.

Premium

Pedro Lains

"Gilets jaunes": se querem a globalização, alguma coisa tem de ser feita

Há muito que existe um problema no mundo ocidental que precisa de uma solução. A globalização e o desenvolvimento dos mercados internacionais trazem benefícios, mas esses benefícios tendem a ser distribuídos de forma desigual. Trata-se de um problema bem identificado, com soluções conhecidas, faltando apenas a vontade política para o enfrentar. Essa vontade está em franco desenvolvimento e esperemos que os recentes acontecimentos em França sejam mais uma contribuição importante.